Putin: “Não há perdão para aqueles que contemplam planos agressivos”

09/05/2021 0 Por Redação Urbs Magna

“Infelizmente, muitos da ideologia dos nazistas, aqueles que eram obcecados com a teoria delirante de sua exclusividade, estão novamente tentando colocá-lo em serviço”, disse o líder soviético, neste domingo (9) na Praça Vermelha em Moscou, durante o desfile militar em comemoração ao 76º aniversário da Vitória na “Grande Guerra Patriótica”

Em seu discurso, Putin parabenizou, pelo Dia da Vitória, todos os “cidadãos da Rússia, veteranos camaradas, soldados e marinheiros, sargentos e capatazes, subtenentes, camaradas oficiais, generais e almirantes” pela data “de importância histórica colossal para o destino de todo o mundo“, pois a comemoração tem como pano de fundo a vitória sobre o nazismo e o fascismo em 9 de maio de 1945. “Sempre lembraremos que foi o povo soviético que realizou essa façanha magnífica“, disse o líder russo.

“A guerra trouxe tantas provações, dores e lágrimas insuportáveis ​​que é impossível esquecer. E não há perdão e desculpa para aqueles que novamente contemplam planos agressivos. (…) Mas, infelizmente, muitos da ideologia dos nazistas, aqueles que eram obcecados com a teoria delirante de sua exclusividade, estão novamente tentando colocá-lo em serviço”.

“Nosso pessoal sabe muito bem para onde tudo isso está levando. (…) A Rússia defende sistematicamente o direito internacional, ao mesmo tempo que defenderemos firmemente nossos interesses nacionais e garantiremos a segurança de nosso povo”. 

“Garantias confiáveis ​​disso são as valentes Forças Armadas da Rússia, herdeiros dos soldados da Vitória. E, claro, nosso trabalho conjunto para o desenvolvimento do país, para o bem-estar das famílias russas”.

“Nossos veteranos, seus destinos, sua devoção à Pátria são um exemplo para nós. O ápice ao qual devemos nos esforçar e afirmar o significado, o valor da Vitória grandiosa em nossos pensamentos e ações, em nossas ações e realizações futuras em nome da Pátria”.


Siga no Telegram

Comente