Primeira noite do ‘toque de restrição’ tem ambulantes e aglomerações em SP

27/02/2021 0 Por Redação Urbs Magna

Foram flagrados de venda irregular de bebidas e lanches, na região central da capital paulista e na zona leste, a restaurantes e lanchonetes abertos

Jovens se aglomeram na rua Maria Antonia, em Higienópolis, na região central de São Paulo; vendedor clandestino de bebidas abastecia clientes na primeira noite com “toque de restrição” – Karime Xavier/Folhapress

| Primeira noite do “toque de restrição” no estado de São Paulo nesta sexta-feira (26), com previsão de blitze das 23h às 5h até 14 de março em decisão tomada devido à alta de internações no estado, teve restaurantes e carrinhos de lanche, na zona leste da capital paulista, com atendimento normal a clientes, inclusive com aglomerações, o que está proibido.

De acordo com reportagem do Agora, jovens foram vistos em aglomeração e sem o uso de máscaras de proteção, na região central da capital paulista.

Os jornalistas da mídia afirmam que no início da fiscalização, viaturas da GCM (Guarda Civil Metropolitana) e da Polícia Militar verificavam que todos os bares da rua Maria Antônia, em Higienópolis (região central) estavam fechados, mas isso não impediu que dezenas de jovens se aglomerassem, todos sem máscara, para consumir bebidas comercializadas por um vendedor clandestino, que mantinha no porta-malas de um carro latas de cerveja em um isopor.

Cerca de 20 minutos depois, na praça Sílvio Romero (zona leste), quase todos restaurantes e comércios estavam fechados, porém, dezenas de carrinhos de lanches atendiam clientes normalmente. Próximo a dois deles, a reportagem contou 32 pessoas, perto umas das outras, sendo que somente duas usavam máscaras de proteção.

Uma viatura da PM circulava pela região, abordando os donos dos carrinhos, pedindo para que encerrassem o atendimento ao público. “Estou desde as 18h fazendo orientação na área, alertando para as pessoas cumprirem a determinação. Mas, como se vê, muitos não estão nem aí”, afirmou um dos policiais.

A 1h30, a reportagem flagrou jogadores de futebol disputando peladas em duas quadras da rua Humaitá, na Bela Vista (centro). Duas viaturas da PM passaram pelo local, mas não pararam. Um aviso sonoro nos carros da polícia pedia para as pessoas irem para casa.

No início da tarde desta sexta-feira (26), Doria afirmou que publicou um decreto que permitirá que a polícia prenda pessoas que desrespeitem o toque de restrição, a partir das 23h, se houver resistência.

“Eu quero registrar que hoje publicamos no Diário Oficial decreto que autoriza e regulamenta a fiscalização de aglomerações em nosso estado. O decreto concede à polícia, assim como a Vigilância Sanitária e ao Procon, todas as condições de uma força-tarefa para fiscalizar, multar promotores de eventos, festas ou atividades que gerem aglomeração. E atuar, se necessário e houver resistência, com a prisão daqueles que desrespeitarem o toque de restrição do governo do estado”, disse.

Boletim divulgado na tarde desta quarta pela Secretaria Estadual da Saúde aponta que as taxas de ocupação dos leitos de UTI (Unidades de Terapia Intensiva) estão em 70,8% na Grande São Paulo e 70,4% no estado. Segundo a prefeitura, gestão Bruno Covas, na capital a taxa era de 66% nesta sexta. Mais de 15 mil pessoas estavam internadas em todo o estado com Covid-19.

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.