‘Presidente’ Braga Netto derrota Guedes e mostra a que veio: vem aí o ‘Plano Marshall (SQN)’

22/04/2020 2 Por Redação Urbs Magna

Et Urbs Magna – Com uma previsão drástica de alta do desemprego nos próximos meses após o achatamento da curva do covid-19, uma equipe liderada pelo Ministro da Casa Civil, General Braga Netto, a quem vem sendo atribuída a função de presidente de fato do Brasil, joga Paulo Guedes para escanteio (por ele ser “liberal demais”) para organizar a urgente construção de uma proposta que funcione e evite que o país sucumba na areia movediça em que se encontra, criada pela própria direita.

Junte-se a 37.110 outros assinantes

Não há mais a menor possibilidade de se continuar a entender nosso grandioso Brasil sendo ainda administrado por incompetentes. O Bolsonarismo trouxe dirigentes estranhos a pastas que deveriam estar à frente de nossa soberania tanto defendida nos gloriosos governos do PT. Os valores nacionais foram usurpados pelo golpe 2016, iniciado com a deposição de Dilma Rousseff do poder para atender aos neoliberais que vieram com tudo e ultrapassaram a linha limítrofe da lógica, do óbvio e do bom senso, especialmente no que se refere à nossa Economia.

Esta infestação no Planalto vai acabar aos poucos e isso já é notado desde há alguns dias tamanha é a desordem e falta de progresso deste país. Ao menos essa loucura das massas; esses movimentos de manada, impensados e ilógicos, certamente terá fim. Especialmente agora, com Bolsonaro isolado após ‘assar’ sua própria imagem quase todos os dias ao expor seu descontrole emocional e retardamento cognitivo quando encara a crise do coronavírus com a mesma emoção de uma pescaria, ou seja, desatento aos fatos e à gravidade de uma situação incomum na história do mundo.

As consequências são vistas gradativa e fortemente. Bolsonaro é controlado de perto e o Executivo se torna cada vez mais enfraquecido pelo Judiciário e Legislativo, que vêm se impondo a passos tão largos quanto os do covid-19. Ficam expostos à insegurança, ao desequilíbrio e à incapacidade de um governo comandado por um ser tão nefasto e perigoso como tem se revelado até para grande parte de seus apoiadores. Sim, Bolsonaro não é presidente mais, como aquele haitiano deixou claro à uma nação inteira de antenados esperançosos.

O mundo inteiro viu e vê, muito mais do que nós mesmos, nossa terra tropical como uma nação devastada pela insanidade plantada, germinada e agora dando frutos venenosos e perigosos que podem causar um cenário político inédito na história do Brasil. E vendo nossa Economia ameaçada, o chefe da Casa Civil, general Walter Souza Braga Netto, coordenará um plano de reconstrução neste sentido: o apelidado “Plano Marshall” (só que não).

O ‘presidente de fato’ contará com o apoio dos ministros do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, e da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas. Guedes também faz parte desse grupo, mas se tornou decorativo, de acordo com a CNN. Na segunda (20), a Casa Civil instituiu o grupo de trabalho que irá “coordenar ações estruturantes e estratégicas para recuperação, crescimento e desenvolvimento do país”. São 19 membros de diferente áreas que em 90 dias elaborarão propostas para salvar o país após a pandemia, os quais também levarão em conta sugestões de empresários. Braga Netto já tem agido, desde a quarta (15), neste sentido, ouvindo sugestões de diferentes setores.

Infelizmente um programa de concessões e privatizações está sendo estudado para dar o impulso necessário à recuperação da atividade: “O dinheiro para investimentos terá de vir da iniciativa privada. O recurso público precisa dar prioridade à segurança do emprego, dos investimentos e da estabilidade dos negócios“, disse um assessor técnico da pasta de Guedes. 

Braga Netto concorda com o Ministério da Economia sobre medidas já adotadas, mas as vê como insuficientes para fazer o país voltar a crescer e quer criar uma espécie de “motor de arranque” que garanta a reeleição daquele que os mantém em seus cargos, apesar de ter perdido tanta força política quanto o super-homem exposto à Kriptonita. Mas na falta e à espera de um populista melhor ele está na posição de uma ‘rainha da Inglaterra‘ que só serve para arrastar seus súditos para onde quiser.

Telegram: Acesse e SIGA NOSSO CANAL

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.