PF de Roraima prende homem que disse: ‘Seria a hora de colocar a bala na cabeça’ de Lula

A afirmação foi feita após o Presidente anunciar em rede social que visitará crianças Yanomami do Estado neste sábado e o suspeito responder com a ameaça e incentivo à violência

O presidente Lula durante discurso em evento | Foto de Cristiano Mariz/Agência O Globo/16-01-2023

A Polícia Federal de Roraima prendeu um homem suspeito de incentivar a violência contra o presidente da República Federativa do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Ele teria comentado, em uma publicação sobre a visita de Lula ao estado, neste sábado (21/1), onde dará “suporte do governo federal” a crianças indígenas abandonados pela falta de política de Saúde no governo Bolsonaro, que ‘seria a hora de colocar a bala na cabeça dele’.

A prisão em flagrante ocorreu na noite de sexta-feira (20/1), em Boa Vista.

Segundo nota divulgada pela PF-RR, publicada pela Folha de S. Paulo, o suspeito foi encaminhado ao sistema prisional onde ficará à disposição da Justiça.

Na manhã deste sábado, Lula desembarca em Boa Vista (RR) para acompanhar os trabalhos dos ministérios dos Povos Indígenas e da Saúde na Terra Indígena Yanomami.

O Ministério da Saúde declarou, na noite de sexta-feira (20/1), emergência de saúde pública para enfrentar à desassistência sanitária das populações no território Yanomami.

    Lula divulgou em suas redes sociais, ontem, que o suporte também será dado por ministros de Estado com o objetivo de garantir a vida de crianças Yanomami.

    O presidente disse que recebeu informações sobre “a absurda situação de desnutrição das crianças Yanomami em Roraima“.

    Comente

    Comente

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.