Pesquisador sofre ameaças após estudar bolsonaristas no WhatsApp e foge para os EUA

17/12/2019 0 Por Redação Urbs Magna
Pesquisador sofre ameaças após estudar bolsonaristas no WhatsApp e foge para os EUA

David Nemer foi ameaçado por militantes pró-Bolsonaro depois que revelou estudos sobre atuação de grupos de extremistas no aplicativo Whatsapp


Nemer, que é professor de Estudos de Comunicação da Universidade da Virgínia, foi ameaçado pelos seguidores da ideologia bolsonarista no WhatsApp.


WHATSAPP

TELEGRAM
Receba nossas NOTÍCIAS.
Acesse e siga as INSTRUÇÕES
Receba nossas NOTÍCIAS.
Acesse e siga NOSSO CANAL


Acompanhe as publicações do ET URBS MAGNA no FACEBOOK (CURTA AQUI)

Tudo aconteceu quando ele divulgou sua pesquisa sobre os perfis inclusos em diversos grupos ultradireitistas, que já o conhecem desde 2018 quando iniciou seu interesse por estes ativistas produtores e divulgadores de fake news.

Em São Paulo durante encontro com estudiosos da área de comunicação, na quinta (12), Nemer abriu seu e-mail e leu mais uma ameaça anônima, pois não foi a primeira. Isso preocupou o professor, pois a mensagem estava acompanhada de sua foto em um parque paulista em que esteve dias antes.




David Nemer disse: Toda vez que publico um artigo, que sai uma entrevista minha, me mandam um e-mail de intimidação. Mas dessa vez mandaram uma foto, me seguiram.

Veja a postagem no e-mail de Nemer:

A ameaça recebida por e-mail (Reprodução: Carta Capital)


De acordo com uma matéria publicada no Portal Carta Capital, David Nemer fez um B.O. na Polícia e orientaram-no para voltar aos EUA deixando o Brasil.

Nemer foi às redes sociais agradeser o apoio que recebeu. Veja abaixo:

Utilize o espaço que reservamos para você fazer comentários. Role a página para baixo e fale sobre este assunto.
Os comentários não representam a opinião do ET URBS MAGNA. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Anúncios