Eduardo diz que expulsar o MST de terras é ‘Reforma Agrária’

22/12/2019 1 Por Redação Urbs Magna

Segundo postagem, “as ‘centenárias’ (sic) invasões de terras cairam para apenas 5”, diz ao apresentar dados dos governos anteriores (FHC, Lula e Dilma) constando as ocorrências de terras invadidas pelo MST: “8 anos de PSDB + 13 anos de PT

O deputado postou um vídeo em que apresentou dados dos Governos anteriores mostrando a quantidade de terras invadidas pelo MST (Movimento dos Sem Terra).

Segundo ele, dados do governo apontam que neste ano de 2019 apenas 5 terras foram invadidas, ante o quadro dos outros governos citados, com centenas de invasões registradas.

De acordo com a publicação, houve uma redução de ‘CENTENÁRIAS invasões para apenas 5‘. Isso quer dizer que o MST invade terras a centenas de anos.

De acordo com os muitos sites disponíveis sobre o assunto, a definição de Reforma Agrária é:

A reforma agrária tem por objetivo proporcionar a redistribuição das propriedades rurais, ou seja, efetuar a distribuição da terra para a realização de sua função social. Esse processo é realizado pelo Estado, que compra ou desapropria terras de grandes latifundiários (proprietários de grandes extensões de terra, cuja maior parte aproveitável não é utilizada) e distribui lotes de terras para famílias camponesas. Conforme o Estatuto da Terra, criado em 1964, o Estado tem a obrigação de garantir o direito ao acesso à terra para quem nela vive e trabalha. No entanto, esse estatuto não é posto em prática, visto que várias famílias camponesas são expulsas do campo… (estre trecho está no Brasil Escola, o que não é muito diferente do que é exposto no portal do MST)

Comente