Moro diz que não desistiu da Presidência e vai construir candidatura no União Brasil – Entenda

Anúncio da desistência da pré-candidatura viralizou nesta quinta-feira, mas o g1 informa que não é bem assim

O ex-juiz federal Sergio Moro não teria desistido de sua pré-candidatura à Presidência do Brasil e também teria afirmado a aliados que pretende edificar-se na nova legenda, o União Brasil.

Ontem, o anuncio da desistência de concorrer ao Planalto foi o principal tema político do dia.

Agora, ele estaria afirmando aos mais próximos que “quer ajustar o diálogo com outros partidos para ser o nome mais competitivo da terceira via“, conforme noticiou a jornalista Andréia Sadi, no g1, na manhã desta sexta-feira (1/4).

Ontem, o jornalista Claudio Dantas, do portal ‘O Antagonista’, antecipou que Moro deixaria o Podemos e ingressaria no União Brasil, de Luciano Bivar, que “estabeleceu a condição de esquecer, por enquanto, sua pré-candidatura para trabalhar por um “projeto comum”“.

O trato seria que um candidato único à Presidência “seria escolhido dentro de dois ou três meses, seguindo critérios a serem estabelecidos, não apenas a liderança nas pesquisas“, informou o portal, acrescentando que na segunda-feira (28/3), “Moro jantou com Bivar e ensaiou um gesto de desprendimento ao dizer que o cacique “seria um ótimo vice ou cabeça de chapa“

O jornalista disse ainda que estava acontecendo um “terremoto político“ e, horas depois da informação, o mesmo portal afirmou que Álvaro Dias disse ao site que Moro havia ligado e comunicado a filiação ao União Brasil:

“Ele me ligou agora, comunicou que realmente decidiu se filiar à União Brasil para buscar uma estrutura maior“, disse o senador, de acordo com transcrição de sua fala no portal.

“Ele acha que isolado no Podemos teria dificuldade de preservar a candidatura e, nessa discussão do centro democrático, teria desvantagem em relação aos demais”, disse.

O Moro acredita que no União Brasil passará a ter maior chance nesse entendimento. É isto: ele vai buscar mais estrutura”, informou Álvaro Dias. 

O ambiente da política convoca para entendimentos”, afirmou, segundo o jornalista.

Ele está indo para lá para tentar manter a candidatura presidencial. Se fosse para desistir da candidatura, não haveria necessidade de mudança de partido“, disse o Senador.

A informação se encaixa no último tuíte do ex-juiz. Moro afirmou no texto que “para ingressar no novo partido, abro mão, nesse momento, da pré-candidatura presidencial” e etc.

Portanto, ficou implícito que em “outro momento” ele pode se tornar novamente pré-candidato, após “as negociações das forças políticas de centro democrático em busca de uma candidatura presidencial única“, como afirma no texto.

Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.