‘Moro deveria pedir desculpa ao país por ter usado o cargo de juiz para eleger Bolsonaro’, diz Paulo Pimenta

11/06/2020 0 Por Redação Urbs Magna

Et Urbs Magna – O Deputado Federal Paulo Pimenta (PT-RS) usou seu perfil social no microblog Twitter para comentar a ‘ironia’ do ex-Ministro da Justiça e Segurança Pública do Governo Bolsonaro e ex-juiz de Curitiba, Sergio Moro, sobre a recriação do Ministério das Comunicações, ao qual se referiu como “Ministério da Propaganda” em alusão a Goebbles (?).

“Sérgio Moro ironiza a criação de mais um ministério para dar para o Centrão. No lugar de ironizar, ele deveria pedir desculpa ao país por ter usado o cargo de juiz para eleger Bolsonaro. Desculpas pelos 40 mil mortos pela perda de controle da pandemia pelo governo que ele elegeu”, escreveu Teixeira.

Mais cedo, Sergio Moro criticou a recriação da pasta dizendo: “Recriado o Ministério da Propaganda. Quais serão os próximos?”

Sobre a afirmação do ex-Ministro, Josias de Souza, do UOL, disse que em sua ironia havia a referência ao DIP (Departamento de Imprensa e Propaganda) chefiado “pelo jornalista Lourival Fontes (1899-1967), grande maquiador de imagens (que) criou para Getúlio Vargas o título de “Pai dos Pobres“.

Souza também escreveu: “Como ministro da Justiça, Sergio Moro trazia suas opiniões na coleira. Não soltou nem na fatídica reunião de 22 de abril, aquela em que foi frontalmente desfeiteado por Bolsonaro. Longe da Esplanada, o ex-juiz concedeu alforria à língua

Mas Sérgio Moro não mencionou ‘departamento’ algum, ele escreveu ‘ministério’. E Ministério da Propaganda existiu aquele durante o Reich. O RMVP (Reichsministerium für Volksaufklärung und Propaganda). Foi um órgão de propaganda estabelecido após a tomada de poder do partido que iniciou a época do Nazismo na Alemanha ficando de 1933 a 1945 sob o comando de Joseph Goebbels para dirigir e controlar a imprensa, literatura, artes visuais, filme, teatro e música.

A qual ‘propaganda’ Sergio Moro se referiu em seu tuíte?

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.