Moraes determina bloqueio das redes sociais de Daniel Silveira

19/02/2021 0 Por Redação Urbs Magna

Após visita de assessor ao deputado, a Polícia Federal encontrou dois celulares na cela do parlamentar e o ministro optou pela decisão de intervenção em seus perfis, pois ele continuava a realizar postagens com ofensas

Alexandre de Moares, do STF, determina o bloqueio das redes sociais de Daniel Silveira, preso na terça-feira (16) por divulgação de vídeo com ofensas a ministros da Corte, devido ao fato de o parlamentar continuar publicando injúrias mesmo preso. Após visita de assessor na prisão, a Polícia Federal apreendeu dois celulares na cela do deputado.

Na quarta-feira (17), o plenário do Supremo referendou por unanimidade a prisão do deputado do PSR-Rio, ocasião em que Silveira mudou o tom e disse que respeitava o Judiciário e a decisão do ministro. Entretanto, após ser transferido para o Batalhão da PM, ele voltou a falar dos ministros: “Vou mostrar ao Brasil quem é o STF”, disse a cerca de 15 apoiadores que se manifestavam em seu favor. 

A parte mais grave do vídeo divulgado que acabou causando sua prisão é quando o deputado afirma que Edson Fachin tem cara de “FDP”, “vagabundo” e que “várias e várias vezes já te imaginei levando uma surra, quantas vezes eu imaginei você e todos os integrantes dessa corte…”.

Daniel Silveira se sentiu no direito de gravar o vídeo após Fachin se manifestar contra tuíte do General Villas Bôas pressionando a corte sobre julgamento de habeas corpus que poderia livrar Lula da prisão em 2018. O ministro respondeu três anos depois e afirmou que é “intolerável e inaceitável qualquer tipo de pressão injurídica sobre o Poder Judiciário”.

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.