Ministro da Educação defende método fascista com alunos filmando professores para intimidá-los

29/04/2019 1 Por Redação Urbs Magna

MINISTRO DA EDUCAÇÃO DEFENDE PRÁTICA FASCISTA EM SALA DE AULA

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, defendeu um método fascista em sala de aula, com alunos filmando professores para tentar intimidá-los. “Para o ministro da Educação, Abraham Weintraub, filmar professores em sala de aula é um direito dos alunos. Ele disse que ainda irá analisar o conteúdo dos vídeos compartilhados nas redes sociais neste domingo, 28, pelo presidente Jair Bolsonaro e por seu filho, Carlos, para saber se alguma irregularidade foi cometida pelos educadores”, informa a jornalista Renata Agostini, em reportagem no Estado de S. Paulo

“Não incentivo ninguém a filmar uma conversa na rua, mas as pessoas têm o direito de filmar. Isso é liberdade individual de cada um. Vou olhar os casos com calma. Não faremos nada de supetão”, disse ele. Ontem, uma “estudante” que é secretária do PSL filmou uma professora que criticou Olavo de Carvalho, “guru” do bolsonarismo, que diz baboserias como o de que a Pepsi-Cola é adoçada com fetos abortados (saiba mais aqui).

via O Estado de São Paulo / Brasil 247

Comente