Milicianos do Rio ordenaram demissão de Bebianno a Jair Bolsonaro que, acuado, exonerou-o da Secretaria-Geral da Presidência? Isso é gravíssimo, mas é possível – Entenda

18/02/2019 1 Por Redação Urbs Magna

por Adelcio Rodrigues

Muitas vezes o que está visível a todos não é o que deve ser enxergado por alguns, assim pode ser este escândalo gravíssimo do recem iniciado governo Bolsonaro. Vamos entender algumas coisas, e a primeira é entender do que ele está sendo acusado: O diretório estadual de Pernambuco do PSL repassou 400 mil reais do fundo partidário a uma candidata que teve menos de 300 votos e o dinheiro foi repassado a apenas 3 dias do pleito, evidenciando mais uma laranja do PSL.

Bem, é algo grave sim, porém, o Ministro do Turismo Marcelo Álvaro Antônio, esteve no centro de um caso idêntico, e inclusive nesse episódio esse Ministro estava diretamente envolvido no caso de repasse ilegal da verba de campanha, e o que aconteceu com ele? foi prestigiado pelo Presidente com declaração de total confiança. Vale lembrar que é público e notório que o atual governo não tem problema algum com “laranjas”, já que o próprio filho do Presidente tem um laranjal a perder de vista.

Então porque essa fritura pública de Bebianno por parte da família Bolsonaro? Não é estranho uma reação tão voraz daqueles que em casos semelhantes foram complacentes e coniventes?

Há pouco mais de uma semana Bebianno esteve no Hospital Federal de Bonsucesso, e em reunião com o Diretor do Hospital, declarou guerra a Milícia que há algum tempo tomou conta desse Hospital, onde na prática são eles quem dirigem a entidade, determinando tudo que lá pode ser feito, até quem e em qual ordem será operado, cobrando paralelamente por todos os procedimentos executados pelo Hospital que é público. Em um vídeo que circulou pela internet Bebianno faz declarações duras como “ou aprende pela dor ou pelo amor” ao Diretor do Hospital em referência a banir a milícia do Hospital.

Parece que foi aí que Bebianno mexeu onde não deveria, pois, ter responsabilidade indireta em um caso de laranja nem seria notado pelo clã dos Bolsonaros, porém, desafiar Milicianos é algo muito grave, que atraiu a ira dos filhos do Presidente, que até o presente momento sabia-se de suas ligações com a Milícia da Zona Oeste do Rio, mas que pelo jeito é mais complexo que isso, uma vez que o Hospital de Bonsucesso é dominado pelos Milicianos da Zona Norte, gerando especulações a partir desse episódio que os filhos do presidente são o elo de ligação entre todos os Milicianos.

O Presidente pediu ao seu serviçal de plantão Sérgio Moro para investigar os demais casos de laranjas amplamente divulgado pela mídia ligados ao seu governo e família? Não, pelo contrário, nas suas redes sociais preferiu desqualificar a mídia que noticiou os fatos, mas no caso de Bebianno ele e o filho o escracharam publicamente, mandando um claro recado para os membros do governo que não se deve mexer com os Milicianos, pois é o mesmo que mexer com todo o clã Bolsonaro, e para nós Brasileiros isso é milhões de vezes mais grave que o caso de desvio de verba eleitoral exposto, podemos estar diante de um processo de extinção de todos os tipos de liberdades e direitos, dessa vez não por uma ditadura militar, mas por outra muito pior, a ditadura das Milícias.

por Adelcio Rodrigues, postado por Ari Coelho em seu Facebook

Et Urbs Magna via Facebook

Receba nossas atualizações direto no seu WhatsApp – Salve nosso número em sua agenda e envie-nos uma mensagem – É GRÁTIS – ACESSE AQUI

Doe ao Et Urbs Magna

𝙲𝙾𝙽𝚃𝚁𝙸𝙱𝚄𝙰 𝚌𝚘𝚖 𝚘 𝚅𝙰𝙻𝙾𝚁 𝚀𝚄𝙴 𝙳𝙴𝚂𝙴𝙹𝙰𝚁 (O valor está expresso em Dólar americano) Para alterar o valor a contribuir, basta alterar o MULTIPLICADOR na caixa correspondente 𝐀 𝐩𝐚𝐫𝐭𝐢𝐫 𝐝𝐞 𝐔𝐒𝐃 $ 5 até o limite que desejar

$5.00

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.