Milhares de londrinos negam a covid nas ruas e dizem que são vítimas de uma mentira

26/09/2020 0 Por Redação Urbs Magna
Compartilhe
Faixa relaciona a doença ao best-seller de George Orwell, ‘1984’, que narra uma sociedade fictícia onde a raça humana é controlada por seus líderes

“Resistir torna-se um dever”: manifestação contra as restrições anti-Covid-19 em Londres, diz uma mensagem de Twitter de uma militante do movimento negacionista que tem levado milhares de pessoas às ruas de Londres, em protestos contra a própria concepção do coronavírusas, além das medidas anti-Covid-19.

Pelo segundo fim de semana consecutivo, os londrinos saíram massivamente, sem o uso de máscaras ou qualquer proteção, neste 26 de setembro, para expressar seus posicionamentos que fazem oposição à ideia da mais grave crise de saúde das últimas décadas a nível mundial.

Nas redes sociais, os simpatizantes crescem em número e mensagens se multiplicam, como “Os encontros ficam maiores a cada demonstração. Mais e mais pessoas estão acordando. Lute pelos seus direitos”.

Os cartazes nas ruas são:

  • “Alegria como ato de resistência”
  • “Desmascarar a verdade”
  • “Quando a tirania se torna lei, a resistência se torna um dever”

Toby Young, o secretário-geral do sindicato da Liberdade de Expressão, expressou a esperança de que a aplicação da lei “permita ao grupo protestar em paz”:

Enquanto as contaminações por Covid-19 estão ressurgindo no país com mais mortes da Europa (quase 42.000 mortos), o executivo britânico tem pedido a pubs e restaurantes desde 24 de setembro que fechem suas portas às 22h.

Autoridades pedem que funcionários voltem ao home office e dizem que a medida poderia reduzir a segunda onda que começa a atingir toda a Europa.

No fim de semana anterior, mais de 30 pessoas foram presas em um movimento semelhante. O governo do Reino Unido tem sofrido fortes críticas por impor novas regras em setembro. 

A população foi proibida de reunir mais de seis pessoas e os ingleses têm sido condenados a permanecer em quarentena pelas autoridades de saúde. Quem não respeitar o isolamento terá que pagar multa.

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.
Compartilhe