Mercadante: “STF tem a obrigação de julgar a suspeição de Moro”

03/12/2020 1 Por Redação Urbs Magna

“É inacreditável que o ex-juiz vá atuar na empresa da recuperação judicial das empresas que ele próprio destruiu”, disse em entrevista

Aloizio Mercadante em entrevista à Folha sobre os 40 anos do PT – Eduardo Anizelli/Folhapress

O ex-ministro Aloizio Mercadante, que hoje preside a Fundação Perseu Abramo, concedeu entrevista à TV 247 nesta quinta-feira 3, em que cobrou do Supremo Tribunal Federal o julgamento da suspeição do ex-juiz Sérgio Moro, que irá trabalhar para uma consultora, a Alvarez & Marsal, que recebeu milhões de empresas destruídas pela Lava Jato.

“É inacreditável que o ex-juiz vá atuar na empresa da recuperação judicial das empresas que ele próprio destruiu”, aponta Mercadante.

É uma situação tão questionável do ponto de vista ético que a própria OAB-SP defende que Moro não possa atuar nesta empresa.

Mercadante também afirma que esta promiscuidade evidencia, uma vez mais, que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi alvo de um processo de perseguição política conduzido por Moro.

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.