Marun, lembrado como ‘puxa-saco’ de Temer, diz que pode votar em LULA contra o ‘governo chulo’

O ex-presidente Luiz Inácio LULA da Silva, e o e-presidente Michel Temer ao lado do ex-ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, em foto de Mateus Bonomi,/Folhapress | Sobreposição de imagem


PROGRESSISTAS POR UM BRASIL SOBERANO

A intenção é apoiar a terceira via, mas ao se confirmar seu fracasso no primeiro turno, o ex-ministro da Secretaria de Governo votará em Luiz Inácio LULA da Silva na fase seguinte, contra Bolsonaro

Carlos Marun, o ex-ministro da Secretaria de Governo de Michel Temer, que ficou conhecido popularmente como puxa-saco do então presidente do Brasil em 2017, afirmou que pode votar em LULA no segundo turno, caso a terceira via não ultrapasse a primeira fase da eleição presidencial em 2022.

Vamos tentar uma terceira via. Se não estivermos no segundo turno, apoiaremos o menos pior. Que pode ser LULA“, escreveu em um grupo de discussões políticas de WhatsApp, conforme mostrou matéria da jornalista e colunista da Folha de S. Paulo, Mônica Bergamo.

Segundo o jornal, “o coletivo tem entre seus integrantes personalidades como o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia“, o que pode ser uma revelação da fonte da informação.

Bergamo afirmou que Marun participava de um “acalorado debate” e transcreveu uma de suas falas no aplicativo:

A movimentação de Lula buscando Alckmin é algo politicamente inteligente. Como é a antítese da inteligência pregar que quem apoiou Bolsonaro não pode agora ter outra posição. É uma questão matemática. Se todos repetirem o voto do 2º turno, Bolsonaro vencerá novamente“, escreveu Marun.

Muita gente entendeu que naquele momento Bolsonaro era menos pior que o PT. Por isto o centro votou deu a vitória a ele. Entre estes, eu”, completou.

Falo por mim. Eu sabia dos riscos de ser um Governo chulo… me surpreendeu com alguns excessos. Eu confesso que, apesar de conhecer os arroubos de Bolsonaro, não imaginava que fôssemos chegar tão perto de uma ruptura institucional“, disse ainda Marun.

Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.