LULA VENCE: “Toda a obra de Moro acabará. Será uma vergonha nacional”, diz ministro do STF

20/02/2021 1 Por Redação Urbs Magna

Restauração dos direitos políticos é dada como certa pela Suprema Corte, após julgamento da parcialidade do ex-juiz que levará à anulação dos processos do ex-presidente, incluindo o do Sítio de Atibaia cuja sentença de condenação foi proferida por Gabriela Hardt


Um velho ditado diz que “Quem Não Deve, Não Teme”. E como Lula sempre disse, “A Verdade Vencerá” – tema de seu último livro sobre o lawfare sofrido durante os últimos anos, no golpe de estado que não foi apenas político e jurídico, mas também midiático, para atender a interesses do establishment.

Em sua última entrevista ao portal UOL, na quinta (18), Lula quase disse ao jornalista Kennedy Alencar que ‘perdoa’ o povo brasileiro por ter acreditado nas mentiras contra ele, divulgadas massivamente pelas mídias, mas especialmente pela Rede Globo. Segundo o ex-presidente, a Lava Jato abusou “da ingenuidade dos meios de comunicação que queriam destilar ódio contra o PT” e, por isso, entende “o que o povo pensa”:

O povo liga a televisão 7h da manhã; o povo liga a televisão meio dia; liga o rádio; liga a televisão de noite; liga o rádio de manhã; é só “Lula roubou”, “o PT roubou”, “Lula roubou”…, sabe? Obviamente que esse povo tem que achar que todo mundo é ladrão“, disse Lula na entrevista.

Lula também afirmou que está “brigando, e graças a Deus estamos conseguindo, é provar exatamente o contrário: quem é ladrão é quem estava me acusando de ladrão. Quem fez uma quadrilha foram as pessoas que estavam me acusando que eu era chefe de uma quadrilha. E isso vai ser provado”.

Segundo o ex-presidente, os processos para as anulações de suas condenações, em trâmite no STF, são claros em seu favor. E tal clareza pode justificar matéria de Robson Bonin, da coluna Radar da Veja, na noite desta sexta-feira (19).

De acordo com o colunista de uma das mídias que mais atacou Lula, “a ala de ministros que defendem as investigações da Lava-Jato no STF já vislumbrou toda a queda da operação na Corte. Os atos de Sergio Moro no tríplex serão anulados pela Segunda Turma do tribunal e Lula usará essa decisão para pedir, logo na sequência, uma revisão criminal também no caso do Sítio de Atibaia“, escreve Bonin.

Para Bonin, “o argumento utilizado” por Lula, “na avaliação de ministros do STF“, será “o de que Moro atuou na instrução do processo do sítio e teria, também nesse caso, cometido irregularidades”. 

“Não faltarão magistrados na Corte ordenar a conceder a liminar a Moro e enterrar também a condenação do sítio”, escreve.

O colunista afirmou que um ministro fez o seguinte comentário, que vale destacar:

“Toda a obra de Moro acabará. Será uma vergonha nacional”

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.