Lula quer R$ 50 mil do homem que o ameaçou com revólver para criar efeito pedagógico

“Só uma indenização significativa pode reprimir atitudes semelhantes”, diz a defesa do ex-presidente

Mais de

No processo movido contra José Sabatini, que ameaçou Lula em vídeo enquanto dava tiros, os advogados do ex-presidente afirmam que o empresário deve pagar R$ 50 mil de indenização não apenas para a cobertura de danos morais advindos da ofensa à sua imagem, mas também para criar um efeito pedagógico que possa reprimir atitudes semelhantes, diz a matéria na coluna Painel, editada por Camila Mattoso, na Folha.

Em gravação divulgada em suas redes sociais em março, o empresário da cidade de Artur Nogueira (SP) diz que Lula “vai ter problema” e dá tiros com um revólver. No vídeo, Sabatini xinga Lula de “filho da puta” e “vagabundo” e diz que vai derramar seu próprio sangue, mas que não admitirá que o petista transforme o Brasil em Venezuela.

A defesa de Sabatini alega que seu cliente não quis ameaçar Lula, mas demonstrar sua insatisfação com o que havia lido em publicações da imprensa, e anexa reportagens em que o ex-presidente é acusado por Antonio Palocci de ter interferido em fundos de pensão na década de 1990.

Eis que façamos o devido questionamento: apenas a impressa (sic) possui a liberdade de expressão? O cidadão brasileiro não tem liberdade de expressão?“, escreve a defesa de Sabatini, que também disse que Lula tentava enriquecer com o processo.

Seu advogado argumentou que Lula “além de ser figura pública, recebe diariamente centenas de insultos, ou seja, por tudo o que está sendo questionado, não pode-se considerar como dano moral, como por exemplo um árbitro de futebol que não sofre dano moral em exercício de seu trabalho por ser xingado, pois quem está na chuva não pode reclamar de respingos de águas jogadas por terceiros“.


Siga no Telegram

Comente

1 comentário em “Lula quer R$ 50 mil do homem que o ameaçou com revólver para criar efeito pedagógico”

  1. Cintia Secario

    50 mil tá barato! Tem que punir mesmo, Liberdade de expressão é uma coisa, ameaça de morte é outra!

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.