LULA perdoa deputado federal que se arrependeu por votar a favor do impeachment de DILMA

17/06/2021 0 Por Redação Urbs Magna
LULA perdoa deputado federal que se arrependeu por votar a favor do impeachment de DILMA

O ex-presidente afagou Pedro Paulo (DEM-RJ) no rosto, num gesto carinhoso, após ele se demonstrar convencido de que ajudou a abrir caminho para os arroubos autoritários e antidemocráticos de Sérgio Moro na Lava-Jato, favorecendo a eleição de Jair Bolsonaro


Por Ricardo Bruno
no Agenda Poder
17/06/2021

O encontro do ex-presidente Lula com prefeito Eduardo Paes, no Palácio da Cidade, semana passada, permitiu ao deputado federal Pedro Paulo [Carvalho Teixeira (DEM-RJ)], atual Secretário de Fazenda do Rio, pedir publicamente remissão de culpa por ter votado a favor do impeachment de Dilma Rousseff em 2016.

Diante de Lula, na presença de todos os convidados, Pedro fez questão de formalizar o pedido de desculpas pelo voto desafortunado. Sem rodeios, disse que este foi seu maior erro político em 20 anos de vida pública.

Primeiro, porque não restou comprovado o crime de responsabilidade da presidente. Depois, porque discordo do impeachment como instrumento para retirar do poder mandatários eventualmente sem apoio político-parlamentar“, justificou o deputado, que hoje defende o recall, como modelo para solucionar crises políticas, através de um novo chamamento às urnas.

Antes do pedido de indulgência, Pedro Paulo teve uma conversa em separado com Lula, que lhe confessou ter ficado desapontado ao vê-lo votar a favor do impedimento de Dilma. “Principalmente, porque sempre tivemos muito carinho por você”. A conversa calou fundo em Pedro Paulo, que a partir daquele momento tomou a decisão de aproveitar a ocasião para zerar o arrependimento de ter contribuído para retirar Dilma do poder.

Braço direito de Eduardo Paes, Pedro Paulo está convencido de que o impeachment abriu caminho para os arroubos autoritários e antidemocráticos de Sérgio Moro na Lava-Jato, favorecendo a eleição de Jair Bolsonaro.

Ao deixar o Palácio da Cidade, Lula afagou Pedro Paulo no rosto num gesto carinhoso, interpretado como próprio de quem concedeu o perdão.


Siga no Telegram

Comente