Lula com 39% e Bolsonaro com 31%, mas vence no 2º turno com mais vantagem, diz a Paraná Pesquisas

Levantamento divulgado na quarta-feira (9/3) é comparável ao do PoderData, em que o ex-presidente marcou 40% das intenções de voto contra 32% do atual ocupante do Planalto

A Paraná Pesquisas divulgou ontem, quarta-feira (9/3) os resultados de suas entrevistas sobre as intenções de voto do eleitorado, em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) obteve 38,9% contra 30,9% do atual ocupante do Palácio do Planalto, Jair Bolsonaro (PL). A Pesquisa é comparável ao levantamento feito pelo PoderData, realizado entre (27/2) e (1/3), mostra que o presidente de honra do Partido dos Trabalhadores marcou 40% contra 32% de Bolsonaro. Sergio Moro (Podemos) e Ciro Gomes (PDT) apareceram, respectivamente, com 7,4% e 6,8%.

Os demais candidatos avaliados no primeiro cenário são João Doria (PSDB) com 2,2% das intenções de voto, o governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite (PSDB) com 1,3%, outros candidatos da ‘terceira via com menos de 1%, André Janones com 0,7%, Simone Tebet com 0,4% e Alessandro Vieira com 0,1%.

A Paraná Pesquisas realizou o levantamento entre (3/3) e (8/3), após 2.020 entrevistas presenciais com a faixa etári eleitoral a partir de 16 anos, em 164 municípios de todos os estados brasileiros, tendo margem de erro é de 2,2 pontos percentuais e grau de confiança de 95%, sob o registro BR-06682/2022 no TSE.

Já no segundo turno, nos 2 cenários testados, LULA vence Bolsonaro com 46% contra 37,3%. Brancos e nulos são 13,2%. Os que não sabem ou não responderam foram 3,5%; LULA vence Moro com 45% contra 28,1% do ex-juiz. Brancos e nulos são 22,9%. Os que não sabem ou não responderam são 4%. E em um eventual 2º turno entre Bolsonaro e Moro o ex-juiz é derrotado por 37,7% a 29,2%.

A pesquisa do Poder Data mostra LULA com 40% contra 32% de Bolsonaro no primeiro turno e foi realizada entre 27/2 e 1/3. Ciro Gomes aparece à frete de Moro, com 7% contra 6%.

Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.