‘Liberdade de imprensa é valor inegociável na democracia’, diz Maia sobre Bolsonaro

23/08/2020 0 Por Redação Urbs Magna

Desejo de dar porrada em jornalista é quebra de decoro que torna o presidente candidato ao impeachment

‘Liberdade de imprensa é valor inegociável na democracia’, disse o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, referindo-se ao incidente em que o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, reagiu à pergunta de um jornalista do Globo dizendo “minha vontade é encher tua boca de porrada”. O desejo do chefe do Executivo é quebra de decoro que torna o presidente candidato ao impeachment, dizem juristas. Sim, mas e daí? Vai ter impedimento?

Ameaça é crime previsto no artigo 147 do Código Penal e vindo de um presidente da República torna-se m ainda mais grave. O SJPDF (Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal) e a Fenarj (Federação Nacional dos Jornalistas) reiteram pedido de impeachment já assinado pelas entidades representativas.

Alessandro Molon fará um aditamento ao pedido de impeachment de Jair Bolsonaro que apresentou à Câmara incluindo dois crimes de responsabilidade: contra o exercício de direitos individuais e falta de probidade na administração.

Mas o impeachment não virá. Certamente não. O Congresso já tem 52 pedidos de impeachment contra Bolsonaro. Caso alguém entre com ação de impedimento contra Bolsonaro, será o 53º pedido a empanturrar as gavetas do presidente da Câmara. Além do fato que dar porrada em jornalista, apesar de sua gravidade, não é tão grave quanto o teor de todos os pedidos anteriores, alguns deles fazendo menção aos cuidados com a vida dos brasileiros durante a pandemia de coronavírus.

Neste caso, seriam as vidas de mais de 212 milhões de habitantes contra a integridade física de apenas um jornalista. Sem contar que, em fins de julho, Maia afirmou que arquivaria todos esses pedidos e que não o fez ainda porque caberia recurso ao plenário contra essa decisão.

De acordo com Lauro Jardim, Rodrigo Maia limitou-se a uma reação controlada e despreocupada, sem ao menos repudiar o ataque feito hoje por Jair Bolsonaro ao jornalista do GLOBO e limitando-se a pedir que “o presidente retome o tom mais moderado dos últimos 66 dias“:

“Espero que o presidente retome o tom mais moderado dos últimos 66 dias. A liberdade de imprensa é um valor inegociável na democracia”, disse Maia.

Na tarde deste domingo (23), Bolsonaro reagiu à pergunta do repórter do GLOBO sobre os depósitos de R$ 89 mil feitos na conta de Michelle dizendo que sentia vontade de encher sua boca de porrada. Segundo o colunista, em seguida, Bolsonaro completou: “safado”.

Telegram: Acesse e SIGA NOSSO CANAL

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.