“Justiça deve pedido de desculpas a Lula”, diz Noblat: “A história do país poderia ter sido outra”

17/04/2021 0 Por Redação Urbs Magna

Ricardo Noblat, o colunista da revista que mais perseguiu Lula e o PT com suas famosas capas semanais contendo espetaculosas imagens e títulos por demais pretenciosos, afirmou, em uma de suas publicações na mídia, que cabe ao STF “pedir desculpas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelos processos que respondeu na 13ª Vara Federal de Curitiba, e os 580 dias que passou preso por lá“.

O jornalista que “sempre intrigou” Paulo Nogueira, do DCM, por ter “desperdiçado seu talento” ao se transformar “num desses jornalistas que vivem de infernizar a esquerda e servem obsequiosamente apenas a seus patrões“, disse ainda, na sua publicação de hoje, que “sem o erro, apontado pela defesa de Lula ao longo de anos, a história do país poderia ter sido outra. Lula liderou todas as pesquisas de intenção de voto para presidente em 2018 até um mês antes da eleição.

O jornalista afirma que, “caso Lula venha de fato a ser candidato a presidente no ano que vem“, seu discurso “ganhará um forte reforço se na sessão marcada para a próxima quinta-feira [*], o Supremo considerar suspeita a maneira como o ex-juiz Sérgio Moro conduziu os processos contra ele”. A anulação das condenações se deu pelo placar elástico de 8 votos contra três. Na quinta-feira, não se espera nada parecido.

[*] “A expectativa entre ministros do STF é que a apreciação da suspeição do ex-juiz Sérgio Moro, no próximo dia 22, provoque um debate mais intenso em plenário, contrastando com a votação que manteve a anulação das condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva”, avalia Gerson Camarotti.

Ricardo Noblat, que também registrou seu nome no estado natal de Pernambuco, quatro anos depois do ex-presidente, reforça, na pontuação de sua matéria, que a Lula “continuará faltando um pedido de desculpas pelo erro cometido”, independente do “entendimento da Segunda Turma do Supremo que julgou Moro suspeito”.

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.