Juristas da OAB concluem que Bolsonaro cometeu crimes contra a humanidade e o acusarão em Haia

08/06/2021 0 Por Redação Urbs Magna
Juristas da OAB concluem que Bolsonaro cometeu crimes contra a humanidade e o acusarão em Haia

O grupo apenas aguarda a conclusão da CPI para mover ações contra o presidente do Brasil relacionadas com a condução do combate à pandemia de Covid-19

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) quer levar o presidente Jair Bolsonaro aos tribunais internacionais, entre eles o de Haia, sob a acusação de crimes contra a humanidade. O tribunal de Haia em toda a sua história já condenou diversos líderes mundiais por crimes contra a humanidade, inclusive o de genocídio. A OAB vai aguardar o relatório final da CPI da Covid no Senado Federal para encaminhar as ações aos tribunais internacionais.

Uma equipe de juristas da Ordem que atua na área já chegou à conclusão de que Jair Bolsonaro cometeu crimes contra a humanidade na condução do combate à pandemia de Covid-19. A entidade, porém, vai esperar a finalização dos trabalhos da CPI da Covid para consolidar ainda mais as provas e a documentação que irão fundamentar as ações judiciais nos tribunais internacionais.

Negligência na aquisição de vacinas, minimização sobre a gravidade da pandemia, falta de incentivo à adoção de medidas restritivas, promoção de “tratamento precoce” sem evidências científicas comprovadas, negligência no enfrentamento à crise no Amazonas, falta de insumos diversos e genocídio indígena seriam alguns das ações criminosas cometidas pela Presidência da República.

A omissão e a irresponsabilidade por parte do presidente da República e do seu governo já provocaram até esta terça-feira (8) mais de 474 mil mortes por Covid em todo o país.

*Com informações da Folha e PT.Org


Siga no Telegram

Comente