Janones diz a “Serjo Moro” que “bandidos gostam de apontar o dedo para Lula, mas travestem-se de honestos”

O congressista que também corre o risco de ser cassado segue nas redes sociais se humilhando, fazendo ataques ao hoje Presidente do Brasil, em uma eterna perseguição desde a Lava Jato

O ex-juiz da Lava Jato e senador pelo Paraná Sergio Moro (União Brasil) foi novamente (todo dia) ao ‘Twitter’ neste sábado (27/5) para atacar o Presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Desta vez, o bolsonarista comentou a notícia de que jogadores do futebol nacional combinavam manipulação e apostas em grupo chamado ‘Lula 13’, conforme publicado no ‘UOL’.

Moro printou o título da notícia e compartilhou em um tuíte, onde afirmou que “só neste ano já tivemos: email lula1063 usado pelo crime organizado, lula@gmail em cartão de vacina fraudado, login Lul22 usado por juiz que gosta de “trote” e agora grupo de whats Lula13 para acerto de jogos“.

Na sequência, o político que trocou a toga pelo foro privilegiado disse que “Lula não está envolvido nesses fatos, mas é uma referência constante“, como se isso fosse contundente o suficiente para criar seu famoso sentimento de “convicção” sobre o que não consegue provar.

O deputado federal André Janones (Avante-MG) leu a mensagem do congressista na plataforma e, demonstrando não acreditar nas sentenças (neste caso refere-se à língua portuguesa) que Moro lançou em sua janela na rede social quase aleatoriamente, respondeu:

Na verdade, Serjo. Bandidos gostam mesmo de apontar o dedo para o Lula enquanto se travestem de honestos. Muito do Bolsonarismo é isso, gente que se traveste de honesta e vê no Bolsonarismo essa fantasia de bradar honestidade, quando na verdade não são. Você é um exemplo vivo disso!“, escreveu em seu tuíte direcionado a Moro, conforme a seguir:

Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.