Guedes era ‘chucro’ e Moro, ‘ingênuo’, diz Bolsonaro expondo ministros ao ridículo mais uma vez



Em mais uma declaração em que expõe ministros ao ridículo, Jair Bolsonaro afirmou que o ministro da Economia Paulo Guedes era “chucro” politicamente, assim como o ministro da Justiça, Sergio Moro, um “ingênuo” até chegarem ao governo.  



As afirmações estão em reportagem de  Sérgio Dávila e Leandro Colon, que entrevistaram Bolsonaro em um café da manhã na terça-feira (3) com a Folha de S.Paulo no Palácio do Alvorada.   

Segundo Bolsonaro, o nome de Moro não passaria hoje no Senado em uma indicação para ser ministro do STF (Supremo Tribunal Federal).  

Ele voltou a elogiar o ministro da Advocacia-Geral da União, André Mendonça, como cotado para o Supremo. “O André é muito bom”, disse.  

Bolsonaro voltou a desqualificar Moro, ironizando a ambição do ex-juiz a ser presidente da República em 2022. Sugeriu que Moro é fraco: “Já falamos, eu disse para ele que essa cadeira de super-homem é feita de kriptonita. Se quiser sentar, senta”, afirmou.

Comente

1 comentário em “Guedes era ‘chucro’ e Moro, ‘ingênuo’, diz Bolsonaro expondo ministros ao ridículo mais uma vez”

  1. Magda ferreira santos

    PIOR É VOCÊ QUE SEMPRE FOI E CONTINUA SENDO UM MILICIANO DE MERDA E LOUCO!!JUNTO COM TODA A FAMILIA! QUEM ESCOLHEU ESTES EXPOENTES PARA PARTILHAR O GOVERNO FOI VOCÊ NÃO FOI?

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.