Gilmar e Toffoli prometem votos curtos sobre prisão em segunda instância e saída intermediária perde força

04/11/2019 0 Por Redação Urbs Magna

Ministros do Supremo dizem que de quinta-feira (7) não passa o desfecho da discussão sobre a prisão após condenação em segunda instância. Gilmar Mendes antecipou a colegas que vai levar cerca de dez minutos para proferir seu voto


Além dele, outros três ministros precisam votar. Dias Toffoli, o presidente da corte e possível voto de minerva, também tem dito que fará exposição enxuta, de menos de 20 minutos.

A chance de uma saída intermediária perdeu mesmo muita força. 

Da Coluna Painel de Daniela Lima na Folha de S.Paulo.

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.