Fux atende Moro e ‘sorteia’ Moraes como relator do inquérito sobre a suposta interferência de Bolsonaro na PF a tempo de evitar que Kassio herdasse o caso de Celso

21/10/2020 0 Por Redação Urbs Magna

Sistema eletrônico da Corte definiu o ministro do STF um dia antes da sabatina com indicado do presidente para a vaga do decano

O inquérito que tramita no Supremo, sobre suposta interferência do presidente na Polícia Federal, atende defesa de Sergio Moro, também investigado no inquérito, que pediu designação de novo relator do caso por considerar o processo urgente. O ministro Alexandre de Moraes ‘ganha’ no sorteio.

Segundo o G1, a investigação está parada no aguardo de uma outra decisão do STF, relacionada ao formato do depoimento do presidente Jair Bolsonaro à PF. O então relator do caso, o ministro Celso de Mello, votou pela definição de um depoimento presencial, enquanto a AGU (Advocacia-Geral da União) quer que Bolsonaro possa se manifestar por escrito.

Moro, ao deixar o cargo, acusou o presidente da República de tentar interferir politicamente no comando da PF. O então ministro acusou Bolsonaro de ter solicitado elatórios de inteligência e pedir trocas no comando da corporação. O presidente da República nega as acusações.

Moraes, que já é relator de dois inquéritos no Supremo contra Bolsonaro, agora tem em suas mãos o caso da intervenção na PF, o que apura ataques a integrantes da Corte e o da disseminação de fake news na internet que investiga o financiamento e a organização de atos antidemocráticos.

A decisão de Fux ocorre um dia antes da sabatina de Kassio Marques na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, que foi escolhido por Bolsonaro para substituir Celso de Mello. Pelas regras da Corte, se não houvesse a redistribuição, Marques herdaria a relatoria do caso.

O STF ainda precisa definir o modelo do depoimento do presidente no inquérito: se será presencial ou por escrito. Celso de Mello votou para manter sua ordem para que seja presencial. Ainda faltam dez votos, e não há prazo para que o caso seja retomado.

Telegram: Acesse e SIGA NOSSO CANAL

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.