FBI faz operação na residência de Trump em busca de material confidencial, levado da Casa Branca

Ex-presidente americano retirou da residência oficial do presidente dos EUA e levou para sua casa 15 caixas repletas de documentos

O ex-presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou, nesta segunda-feira (8/7), que sua no resort de luxo Mar-a-Lago, em Palm Beach, na Flórida, foi invadida por agentes do FBI, que supostamente realizaram a ação em busca de documentos confidenciais levados pelo republicano, ao deixar a Casa Branca após sua derrota para o democrata Joe Biden.

Trump afirmou que sua casa estava “sitiada, invadida e ocupada por um grande grupo de agentes do FBI“, mas não disse o que eles buscavam – o material retirado da residência oficial do presidente dos Estados Unidos da América, conforme noticiou o New York Times.

Segundo transcrição no jornal, o republicano disse que “estes são tempos sombrios para nossa nação, pois minha linda casa, em Mar-A-Lago, em Palm Beach, Flórida, está atualmente sitiada, invadida e ocupada por um grande grupo de agentes do FBI. Nada parecido aconteceu antes com um presidente dos Estados Unidos“, afirmou em comunicado desesperado, que foi divulgado na noite de hoje.

Após cooperar relevantemente com as agências do governo, vejo que esta invasão não anunciada em minha casa não foi necessária ou apropriada“, prosseguiu o ex-presidente americano, acrescentando que isso foi uma “má conduta do Ministério Público, do sistema de justiça e um ataque de democratas radicais de esquerda se desesperam porque não querem que eu concorra à presidência em 2024, especialmente com base em pesquisas recentes, e que também farão qualquer coisa para impedir republicanos e conservadores nas próximas eleições”.

Siga Urbs Magna no Google Notícias
Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.