Fachin atende Lula e pede que STJ julgue paralisação do caso triplex

18/11/2020 0 Por Redação Urbs Magna

Defesa do ex-presidente quer aguardar palavra final do STF sobre a suposta parcialidade do ex-juiz Sergio Moro

Edson Fachin, ministro relator da Lava Jato no STF (Supremo Tribunal Federal), determinou, nesta quarta (18), que a Quinta Turma do STJ (Superior Tribunal de Justiça) inicie o julgamento de recurso da defesa de Lula que pede paralisação do caso do triplex.

A Quinta Turma é composta pelos ministros Felix Fischer, João Otávio de Noronha, Reynaldo Soares da Fonseca, Ribeiro Dantas e Joel Ilan Paciornik.

Os advogados de Lula querem o sobrestamento da tramitação do recurso especial pelo STJ, ou seja, a paralisação do curso do processo em virtude da existência de alguma questão prejudicial, até que o Supremo dê a palavra final sobre a suposta parcialidade do ex-juiz Sergio Moro.

Felix Fischer, o ministro relator, já negou antes um pedido de sobrestamento feito pela defesa, que desta vez contestou e pediu que a Quinta Turma analisasse a questão, mas o recurso, um agravo, foi julgado incabível. Até que Fachin assinou, nesta terça (17), sua decisão atendendo aos advogados de Lula.

Caso seja reconhecida a parcialidade do ex-juiz, todo o processo seria anulado. No STF, dois habeas corpus serão julgados pela Segunda Turma do STF, composta pelo próprio Edson Fachin e Cármen Lúcia, que já se posicionaram em favor de Moro, além de Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski, que avaliaram que o ex-juiz foi parcial.

Neste empate, o julgamento poderá ser decidido por Kassio Nunes Marques, ministro indicado por Jair Bolsonaro.

Telegram: Acesse e SIGA NOSSO CANAL

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.