Expulso do DEM, Maia compara ACM Neto a Torquemada e diz: é “vice perfeito de Bolsonaro”

15/06/2021 0 Por Redação Urbs Magna
Expulso do DEM, Maia compara ACM Neto a Torquemada e diz: é “vice perfeito de Bolsonaro”

Deputado foi acusado de infração disciplinar por ataques a integrantes do partido, em especial ao presidente da legenda, ACM Neto, a quem comparou com O Grande Inquisidor do século XV

A Executiva Nacional do Democratas decidiu expulsar o deputado Rodrigo Maia do partido, após críticas e ataques que fez à legenda, em especial ao presidente do partido, ACM Neto. Nesta segunda (14), o partido informou a decisão. Mais tarde, o ex-presidente da Câmara disse ao portal Poder 360 que o presidente do DEM “será um vice perfeito pro Bolsonaro”.

No Twitter, Maia disse que Neto é “autoritário” e o comparou a Tomás de Torquemada (*1420 + 1498), da inquisição católica na Europa, que perseguiu quem não seguia os dogmas da Igreja.

O DEM decidiu me expulsar de seus quadros. O presidente Torquemada Neto, usando o seu poder para tentar calar as merecidas críticas à sua gestão, tomou essa decisão. É lamentável o caminho imposto pelo Torquemada para o partido. Não só por isso, mas também pela sua deslealdade e falta de caráter, pedi a minha desfiliação. O partido diminuiu. Virou moeda de troca junto ao governo Bolsonaro. Agora é virar a página e juntar forças para um projeto de desenvolvimento do Brasil e em prol dos brasileiros”.

O conflito entre Maia e o DEM remonta à eleição para sua sucessão na presidência da Câmara. Ele apoiava, junto com partidos da oposição, Baleia Rossi (MDB-SP). O vencedor, porém, foi Arthur Lira (PP-AL), que teve apoio do Planalto e da maioria dos deputados do DEM. O caso expôs a dissonância de Maia com seus colegas e o deixou sem clima na bancada. Os demistas decidiram pedir sua expulsão depois que ele publicou ataques a ACM Neto em redes sociais.

Maia é deputado desde 1998. Todas as vezes foi eleito pelo DEM (ou PFL, nome que o partido teve até 2007). Presidiu o partido de 2007 a 2011. Também já foi filiado ao PTB e, antes de ser eleito, ao PDT.

Ainda não está claro se haverá disputa judicial pelo mandato de Rodrigo Maia. Quando um deputado deixa um partido fora do período específico para trocas de siglas, corre o risco de perder o mandato. Quando é expulsão, porém, a chance de isso acontecer é menor. Maia agora deverá buscar uma nova sigla. A legenda mais cotada é o PSD, pra onde já foi seu aliado Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro, e ainda devem desembarcar outros integrantes de seu grupo político.

Mais tarde, declarações feitas por Maia em um vídeo enviado à GloboNews foram respondidas em nota por ACM Neto. Nas imagens, Maia disse que aquilo que o “ACM Neto quer é impor a sua posição e o silêncio aos que criticam o seu caráter e a sua gestão” e que isso “não vem de hoje”.

Eu estava lembrando agora, perplexo, que em 2005, o presidente nacional do Democratas, o nosso Torquemada, ameaçou dar uma surra no presidente Lula”, falou Maia. “Imagina se ele tinha condições de dar uma surra em alguém, principalmente no presidente da República. Mas isso mostra o caráter, mostra a diferença de origem. A origem dele, o DNA dele, é o fortalecimento pela ditadura.

Na nota, ACM Neto declarou:

“Assim como nunca fiz, não será agora que vou me permitir estar no nível do desequilíbrio e das agressões feitas pelo ex-presidente da Câmara.

A decisão da Executiva Nacional do Democratas, adotada à unanimidade dos seus membros, fala por si.

Antonio Carlos Magalhães Neto

Presidente Nacional do Democratas”


Siga no Telegram

Comente