EUA preparam assalto ao petróleo da Venezuela com operação disfarçada de ‘antidroga’

04/04/2020 Off Por Dino Barsa

A intervenção militar que os Estados Unidos estão preparando contra a Venezuela viola o direito à autodeterminação dos povos. Será uma guerra contra as vozes da ONU e da comunidade internacional. Solidariedade internacionalista com a Venezuela!, escreveu o Colombia Humana Medellín neste sábado (04).

Trump quer o petróleo da Venezuela e cria operação antridroga como disfarce

A MENTIRA:

Hoje, os EUA estão a fortalecer as operações antidroga na América Latina para proteger o povo norte-americano do flagelo mortal das drogas. Não permitiremos que os cartéis de drogas aproveitem esta pandemia para ameaçar a vida dos norte-americanos“, anunciou Trump, em conferência de imprensa há poucos dias atrás.

➤ Leia também:

Estamos colocando navios de guerra, helicópteros, aviões da força aérea para vigilância e patrulhas da Guarda Costeira, duplicando as nossas capacidades de intervenção na região“, disse Trump, que apareceu ladeado pelos líderes militares do país.

De acordo com as autoridades americanas a operação tem como objetivo os cartéis mexicanos e o círculo próximo ao Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, contra o qual a Justiça dos Estados Unidos avançou, na semana passada, com acusações por tráfico de drogas.

O secretário da Defesa norte-americano, Mark Esper, referiu na conferência de imprensa que “o regime ilegítimo de Maduro na Venezuela confia nos benefícios que advêm da venda de drogas para manter o seu poder opressivo“.

A VERDADE:

Uma empresa do México troca comida por milhões de barris de petróleo da Venezuela. O Governo venezuelano adotou medida para assegurar importações em meio a sanções dos Estados Unidos; empresa afirma que trocas não contrariam governo dos EUA e são ‘ajuda humanitária’. Isso foi publicado no Estadão (leia aqui).

A Venezuela trocou milhões de barris de petróleo por cargas de milho e caminhões de água em um acordo com a empresa mexicana Libre Abordo S.A em um esforço para assegurar as importações em meio ao recrudescimento das sanções impostas pelos Estados Unidos, de acordo com a empresa e com dados de exportação do governo. 

A companhia foi avisada de que não houve violação das sanções dos EUA, pois não havia pagamentos em dinheiro envolvidos, já que o óleo foi recebido para compensar a ajuda alimentar. 

REFLITA:

As ações dos EUA sobre as regiões do México e Venezuela visam tomar a produção petrolífera do jogo que os dois países acordaram entre si. O país de Nicolás Maduro, que segue presidente, mesmo a comunidade internacional não o reconhecendo e sim o autoproclamado Juán Guaidó, é grande produtor mundial de petróleo.

Trump precisa se reeleger, após tantas mortes e com o fracassado sistema de saúde dos EUA diante do covid-19 não lhe resta mais nada além desta guerra. É muita ganância.

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é ET-URBS-MAGNA-LARANJA-um2-1024x1024.png
Telegram Receba nossas Newslleters gratuitamente. Acesse e siga NOSSO CANAL
Não tem o aplicativo? ACESSE AQUI e Saiba por que o TELEGRAM é 10 vezes melhor que o WHATSAPP
Acompanhe as publicações do ET URBS MAGNA no FACEBOOK (CURTA AQUI)




𝘊𝘰𝘮𝘦𝘯𝘵𝘦 𝘤𝘰𝘮 𝘴𝘦𝘶 𝘍𝘢𝘤𝘦𝘣𝘰𝘰𝘬 𝘰𝘶 𝘶𝘵𝘪𝘭𝘪𝘻𝘦 𝘢 𝘰𝘶𝘵𝘳𝘢 𝘴𝘦çã𝘰 𝘮𝘢𝘯𝘵𝘪𝘥𝘢 𝘢𝘣𝘢𝘪𝘹𝘰. 𝘖𝘴 𝘤𝘰𝘮𝘦𝘯𝘵á𝘳𝘪𝘰𝘴 𝘴ã𝘰 𝘥𝘦 𝘳𝘦𝘴𝘱𝘰𝘯𝘴𝘢𝘣𝘪𝘭𝘪𝘥𝘢𝘥𝘦 𝘥𝘦 𝘲𝘶𝘦𝘮 𝘰𝘴 𝘱𝘶𝘣𝘭𝘪𝘤𝘢 𝘦 𝘱𝘰𝘥𝘦𝘮 𝘯ã𝘰 𝘳𝘦𝘧𝘭𝘦𝘵𝘪𝘳 𝘢 𝘰𝘱𝘪𝘯𝘪ã𝘰 𝘥𝘰 𝘴𝘪𝘵𝘦. 𝘛𝘦𝘹𝘵𝘰𝘴 𝘷𝘶𝘭𝘨𝘢𝘳𝘦𝘴 𝘦 𝘥𝘪𝘴𝘤𝘶𝘳𝘴𝘰𝘴 𝘥𝘦 ó𝘥𝘪𝘰 𝘴ã𝘰 𝘥𝘦𝘴𝘯𝘦𝘤𝘦𝘴𝘴á𝘳𝘪𝘰𝘴 𝘱𝘢𝘳𝘢 𝘢 𝘤𝘰𝘯𝘴𝘵𝘳𝘶çã𝘰 𝘥𝘦 𝘶𝘮𝘢 𝘴𝘰𝘤𝘪𝘦𝘥𝘢𝘥𝘦 𝘤𝘪𝘷𝘪𝘭𝘪𝘻𝘢𝘥𝘢. 𝘕𝘦𝘴𝘵𝘦𝘴 𝘤𝘢𝘴𝘰𝘴, 𝘳𝘦𝘴𝘦𝘳𝘷𝘢𝘮𝘰-𝘯𝘰𝘴 𝘰 𝘥𝘪𝘳𝘦𝘪𝘵𝘰 𝘥𝘦 𝘣𝘢𝘯𝘪𝘳 𝘴𝘦𝘶𝘴 𝘱𝘦𝘳𝘧𝘪𝘴.
Anúncios