Estilo “eu que mando” de Bolsonaro se deve a “complexos do passado”


Resultado de imagem para Estilo "eu que mando" de Bolsonaro se deve a "complexos do passado"
Jair Bolsonaro

Bebianno diz que Bolsonaro tem que superar complexos do passado – Ele era um dos assessores mais próximos e conviveu intensamente com o presidente na campanha


Gustavo Bebianno

ex-ministro Gustavo Bebianno, que era um dos assessores mais próximos e conviveu intensamente com Bolsonaro na campanha eleitoral, credita o estilo “eu que mando” do presidente a “complexos que ele traz do passado”.

Bebianno diz: “O presidente tem revelado extremo grau de insegurança. Essa coisa de querer mostrar, a ferro e fogo, todo o tempo, que é ele quem manda, sem escutar a ninguém e sem aceitar qualquer tipo de ponderação, é muito ruim para o nosso país. O presidente precisa superar os complexos que traz do passado e mostrar maior grandeza de espírito”.

Ele diz ainda que aprendeu com o mestre de jiu-jitsu Hélio Gracie que o campeão precisa nutrir a nobreza de espírito. “Hoje, o capitão é o vencedor. É hora de engrandecer a alma”.

Comente

1 comentário em “Estilo “eu que mando” de Bolsonaro se deve a “complexos do passado””

  1. Pingback: Estilo “eu que mando” de Bolsonaro se deve a “complexos do passado” — | O LADO ESCURO DA LUA

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.