Escândalo em um país ‘sem corrupção’: 7 mil latas de Leite Moça por dia a R$ 162 cada, diz jornalista

26/01/2021 0 Por Redação Urbs Magna

A afirmação foi feita pelo perfil ‘De Lucca’, no Twitter, mas o valor mencionado pode se referir a uma caixa com várias unidades. No total, o gasto foi de mais de R$ 15 milhões somente com o produto. A fornecedora, “Saúde & Vida Comercial de Alimentos Eireli”, fica em Brasília e é classificada como Micro Empresa

Sobreposição da imagem de meme viral nas redes sociais desta terça-feira (26)

O “The Piauí Herald” destacou satiricamente que o “exército aposenta cal e passa a usar leite condensado pra pintar meio-fio” e que o “governo também pretende gastar outros 15 milhões de reais em Toddy para misturar, caso haja necessidade de tinta marrom”. De acordo com a publicação do jornalista De Lucca (vide imagem compartilhada abaixo), a compra foi feita pelo Ministério da Defesa.

Apesar das piadas do dia nesta terça (26), a coisa é séria. Os mais de R$ 15 milhões gastos na compra do produto renderam cerca de 2,5 milhões de latas, ou seja, 7.200 latas por dia ao longo do ano de 2020, destacou o portal Brasil 247 em sua matéria sobre o assunto.

O jornalista De Lucca disse em seu perfil que “o governo Jair Bolsonaro pagou R$ 162 por uma lata de leite condensado. No total, o gasto foi de mais de R$ 15 milhões”. Mas o valor mencionado pode se referir a uma caixa com várias latas, conforme é possível verificar em documento postado por ele.

As especificações da compra constam o objetivo de “cobrir despesa com aquisição de gênero alimentício para o aprovisionamento”.

➤ Leia também:

Xi Jinping diz que "arrogância e ódio são motivos para alarme. Indireta para o Brasil?Xi Jinping diz que “arrogância e ódio são motivos para alarme. Indireta para o Brasil?

A fornecedora do produto foi a empresa “Saúde & Vida Comercial de Alimentos Eireli”, de Brasília, que é classificada como Micro Empresa. A deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ) informou pelo Twitter sobre seu endereço:

O perfil Boscardin, no Twitter, que afirma estar “bloqueado pelo presidente brasileiro”, fez um fio de revelações sobre suas investigações, as quais estão viralizando nas redes e no WhatsApp em forma de ‘prints’:

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.