Eduardo Bolsonaro foi um dos que mais espalharam fake news contra eleições, diz FGV

29/11/2020 0 Por Redação Urbs Magna

Carla Zambelli, Bia Kicis, Daniel Silveira e o blogueiro Oswaldo Eustáquio também são citados entre os bolsonaristas alvos do STF

Eduardo Bolsonaro, Carla Zambelli, Bia Kicis, Daniel Silveira e o blogueiro Oswaldo Eustáquio são citados em monitoramento da DAPP/FGV (Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas) como os que mais espalharam fake news contra eleições.

O filho do presidente Jair Bolsonaro e um candidato a vereador derrotado do Rio foram os principais impulsionadores de informações falsas sobre fraude eleitoral no 1º turno de 2020, segundo monitoramento da DAPP/FGV no Twitter, conforme divulgou Camila Mattoso na coluna Painel da Folha.

Oswaldo Eustáquio, blogueiro preso duas vezes por ordem do STF, está no topo da lista. Ele cumpre prisão domiciliar e está proibido de usar as redes.

Os parlamentares do PSL Carla Zambelli (SP), Bia Kicis (DF), Filipe Barros (PR) e Daniel Silveira (RJ), além do filho do presidente, apareceram no levantamento da Diretoria de Análise de Políticas Públicas. Os blogueiros e influenciadores bolsonaristas Leandro Ruschel, Allan dos Santos, Bernardo Küster também.

Alguns deles já foram alvos dos dois inquéritos, de fake news e dos atos antidemocráticos, ambos sob relatoria de Alexandre de Moraes, do STF. As postagens sobre fraudes nas urnas provocaram nova abertura de investigação. O objetivo é descobrir quem está por trás da criação e divulgação das notícias contra a Justiça Eleitoral.

De acordo com o monitoramento da FGV, cerca de 700 mil postagens sobre fraude do sistema eleitoral foram feitas entre o domingo do primeiro turno na eleição (15) e a última quinta-feira (26). A hashtag mais disseminada foi #votoimpressoja, com mais de 38 mil publicações.

Telegram: Acesse e SIGA NOSSO CANAL

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.