Eduardo Bolsonaro dá golpe pela liderança do PSL na Câmara. Partido troca de líder três vezes em uma noite. PEGA FOGO CABARÉ

17/10/2019 1 Por Redação Urbs Magna

No início da noite, Eduardo Bolsonaro, filho do presidente, apresentou um documento com 27 assinaturas, o suficiente para abocanhar a liderança do PSL no congresso. Mas, a disputa de malucos que parecia definida não terminou por aí.


Em uma reviravolta bem dada pelo deputado Delegado Waldir (PSL-GO), que apresentou outro documento com 32 assinaturas contrárias ao golpe de Eduardo.

Logo após, deputados bolsonarista do PSL, liderados pela Deputada Carla Zambelli, Major Vitor Hugo e Bia Kicis, apresentaram um terceiro documento com 27 assinaturas e favor da liderança de Eduardo Bolsonaro.

Há a confirmação de que três documentos foram protocolados nesta quarta-feira (16) a noite na Câmara. A quinta-feira (17) promete ser quente no Congresso, pois, não é entendimento unânime esse de que o que conta é a ordem de apresentação e não a quantidade de assinaturas.

Nessa bagunça, deputados aliados de Luciano Bivar, atual Presidente da sigla e inimigo de Bolsonaro, prometem a expulsão da deputada Carla Zambelli.

O PSL parece implodir em interesse pessoais inconciliáveis e de grupos já se degladiam pela melhor fatia do milionário bolo do fundo partidário.

Comente