“Direita e imperialismo” financiam Jones Manuel para “atacar o PT e Lula diariamente”, diz historiador

14/10/2021 0 Por Redação Urbs Magna
“Direita e imperialismo” financiam Jones Manuel para “atacar o PT e Lula diariamente”, diz historiador

O cantor Caetano Veloso e o youtuber Jones Manoel | imagem reprodução


PROGRESSISTAS POR UM BRASIL SOBERANO

A Globo e a direita viram no youtuber que ele poderia ser um aliado dentro da própria esquerda e essa foi a oportunidade para atingir “os setores esquerdistas da classe média

Jones Manoel tem sido um dos principais representantes pseudo-intelectuais da esquerda classe média, aquela forjada na dura vida dos bancos universitários, com pouco ou quase nada de contato com a realidade do povo brasileiro, e que expressa como ninguém a sua ingratidão em relação ao governo que possibilitou o seu ingresso no ensino superior“, diz Paulo Amaro Ferreira – historiador e professor de História em Caxias do Sul/RS, em sua coluna no Diário da Causa Operária.

O youtuber pecebista se dedica diariamente a atacar o PT e Lula, parecendo não ter coisa mais produtiva para fazer. É por isso que todo mundo quer saber: afinal de contas, quem financia Jones Manoel?“, diz o autor esperando desvendar esse “enigma da esfinge” até o final de sua matéria publicada nesta quinta-feira (14).

Jones Manoel, além de youtuber, é historiador marxista, professor, mestre em serviço social, educador e comunicador popular. Quando ficou famoso, após Caetano Veloso mencionar seu trabalho em uma entrevista ao programa do jornalista Pedro Bial, Conversa com Bial, na Globo, ele tinha mais de 100 mil inscritos em seu canal no YouTube.

Na ocasião, Caetano atribuiu ao livro de Jones Manoel, Revolução Africana: Uma Antologia do Pensamento Marxista, o fato de ter deixado para trás alguns pensamentos de “liberalóides”, como ele definiu, e também mudado algumas visões que tinha sobre governos socialistas.

No programa exibido em setembro de 2020, Bial comenta a leitura da acusação dos militares contra Caetano Veloso, que teria sido o relatório sobre o perfil do preso, quando o cantor diz que nunca louvou o Estado socialista, mas que hoje ele mudou sua opinião.

Bial perguntou se a mudança se deveu a uma formação reativa ao atual estado das coisas, ou seja, o Governo Bolsonaro, mas Caetano negou e revela que a causa da mudança veio através de um youtuber brasileiro chamado Jones Manoel, que cita Domenico Losurdo, falecido em 2018, autor de três livros lidos pelo Cantor, que “deixou um legado para o pensamento marxista, com reflexões afiadas e eruditas que se concentram em uma crítica radical ao liberalismo, ao capitalismo, ao imperialismo e à ‘tradição colonialista“, conforme escreveu sua Editora no Brasil, a BoiTempo, na ocasião de sua morte.

Segundo o autor da matéria no DCO, Jones Manoel era um completo desconhecido até o golpe sofrido por Dilma em 2016, que ele considera que não foi golpe, frisa Amaro Ferreira.

O youtuber do PCB era um completo desconhecido, tendo iniciado sua “militância” já na idade “adulta”, após as chamadas jornadas de junho de 2013. Ou seja, ele não tinha qualquer relação de militância em sua adolescência, como é normal ocorrer com os militantes da esquerda. O que teria permitido então que, em um curto espaço de tempo, esse jovem tenha alcançado um significativo número de seguidores na internet?, escreve.

Jones saiu do anonimato para a condição de youtuber estrelinha em um período relativamente curto. E isso só foi possível por que Jones tornou-se um idiota útil para a direita brasileira e para o imperialismo, que necessitavam de todos os meios para enfraquecer o governo Dilma e desferir o golpe que derrubou a petista“, diz Amaro Ferreira.

O youtuber do PCB cumpriu o papel de mensageiro moralista entre a juventude esquerdista de classe média universitária, pintando o PT, Dilma e Lula como os grandes traidores da esquerda e da classe trabalhadora, que não mereciam ser defendidos por ninguém da esquerda, ao contrário, deveriam ser derrubados o quanto antes“, continua o autor.

O clima de histeria e de caça às bruxas que foi instaurado contra o PT a partir de 2013 foi intenso e seguramente um dos responsáveis por despertar o fascismo adormecido há muitos anos no país. E essa campanha foi levada a cabo principalmente pela imprensa golpista, com destaque para a Rede Globo, que utilizando a Lava-Jato como elemento central, levou adiante a maior campanha difamatória contra um partido na história desse país“, afirma o historiador no portal do DCO.

Segundo Amaro Ferreira, Jones Manoel surgiu após “essa campanha” conseguir “praticamente o apoio de toda a classe média, que atingida pela crise capitalista, elegeu o PT como o grande culpado e o mal a ser extirpado da sociedade brasileira“, quando a Globo e a direita viram no youtuber que ele poderia ser um aliado dentro da própria esquerda e essa foi a oportunidade para atingir “os setores esquerdistas da classe média“.

Recentemente, Jones, que tem como principal passatempo atacar Lula de todas as formas, juntando-se à campanha difamatória e perseguidora da direita contra o principal líder popular do país, tem aparecido nas redes para defender o PSDB e Ciro Gomes“, diz Amaro Ferreira.

É preciso que fique estabelecido, de uma vez por todas, que Jones Manoel foi e segue sendo financiado pelo antipetismo”, diz o autor da matéria.

Assim, os grandes financiadores de Jones Manoel são a direita e o imperialismo, seja direta ou indiretamente“, conclui Amaro Ferreira.

Sem o antipetismo, que no final das contas foi o caldo que engrossou a fileira do fascismo no Brasil, não haveria Jones Manoel. Ele é a versão identitária e esquerdista dos manifestantes verde-amarelos que desfilavam na paulista com bonecos do Lula vestido de presidiário. Ele foi, é, e seguirá sendo por um tempo, uma das peças do golpe de estado. Em 2022 ele será uma das tantas armas que a direita apontará contra Lula, o PT e toda a classe trabalhadora em geral. E eventualmente, ainda que não sejam os nossos alvos principais, a esquerda que estiver combatendo de fato o golpe de estado, precisará também se ocupar com os capachos do imperialismo infiltrados em nossas fileiras. E, ao derrotarmos o golpe de estado e o antipetismo, restará ao Jones apenas a opção de pedir um emprego na GNT, canal de fofocas da família Marinho“, pontua o historiador no artigo escrito para o DCO.

Comente