Defesa de Flávio pede anulação de provas do caso ‘rachadinha’ e juiz nega

18/11/2020 0 Por Redação Urbs Magna

Julgamento segue suspenso após pedido de vista de João Otávio Noronha, o que desagradou Felix Fischer, ambos ministros do STJ

Felix Fischer, ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça), negou anulação de provas do caso da rachadinha na Alerj, solicitada pela defesa de Flávio Bolsonaro, em julgamento que acabou sendo suspenso após pedido de vista do ministro João Otávio de Noronha, e recurso de Queiroz também foi adiado, de acordo com Mariana Muniz na coluna Radar da Veja.

Noronha também pediu vista do habeas corpus de Fabrício Queiroz.

Noronha disse que precisa de mais tempo para ler os memoriais feitos pela defesa, os quais somente lhe foram entregues “na semana passada”: “É um caso complexo, que me cabe examinar. Ninguém, nenhum advogado esteve comigo”, disse. Sua argumentação “pareceu não agradar muito Fischer, que demonstrou desconforto com a postergação do caso“, escreveu Muniz em sua matéria acrescentando que “o relator já havia negado os mesmos pedidos antes, individualmente“.

Os pedidos foram encaminhados para apreciação de outros integrantes da Quinta Turma, após recurso.

Telegram: Acesse e SIGA NOSSO CANAL

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.