Dallagnol deve pagar a LULA o mesmo que diz ter recebido em vaquinha, estudam advogados

Doações provariam que o ex-procurador tem condições de indenizar o ex-presidente quantia muito maior que os R$ 75 mil determinados pelo STJ

Os advogados do ex-presidente LULA estudam recorrer ao Superior Tribunal de Justiça para aumentar o valor da indenização de R$ 75 mil que o ex-procurador Deltan Dallagnol foi condenado a pagar a ele por causa da entrevista do PowerPoint“, informa a jornalista Mônica Bergamo, em sua coluna na Folha de S. Paulo. Segundo a defesa, o ex-procurador deve pagar ao presidente de honra do PT o mesmo que diz ter recebido em vaquinha, pois as doações provariam que ele tem condições de indenizar o ex-presidente quantia muito maior que os R$ 75 mil determinados pelo STJ

A argumentação a ser utilizada será o surgimento de “um novo fato” que “permitiria a valoração“, após Dallagnol bradar aos quatro ventos que “pessoas doaram a ele um total de R$ 130 mil para ajudá-lo a pagar o débito“.

O ex-presidente Lula durante evento do PT
O ex-presidente Lula durante evento do PT – Ricardo Chicarelli -19.mar.2022/AFP

Isso porque “o cálculo é feito tomando como base a capacidade financeira do condenado“, explica Bargamo, e “a própria vaquinha provaria que o ex-procurador tem condições de desembolsar um valor muito maior para LULA“.

A jornalista emenda à notícia que um pedido de investigação sobre a “caixinha de internautas” pode ser aberto. “O advogado Roberto Podval, que representa o ex-ministro José Dirceu, defende que o Ministério Público Federal” a investigue, desde que Dallagnol foi condenado pela justiça a fazer o pagamento e anunciou que pessoas desconhecidas arrecadaram R$ 130 mil para ajudá-lo a saldar o débito.

Podval afirma que os procuradores devem usar com o colega os mesmos pesos e medidas que utilizaram contra Dirceu“, conta Bergamo: “Em 2014, eles investigaram a caixinha que petistas fizeram para que o ex-ministro pagasse as multas pela condenação do mensalão. A arrecadação chegou perto de R$ 1 milhão“, lembra a jornalista.

Na época, o MPF invocou uma regra do Banco Central que dizia que saques de contas que tivessem recebido diversos depósitos deveriam ser examinadas” e “requereu investigação por lavagem de dinheiro“.

Veremos se o mesmo MPF será tão rigoroso no caso dos recebimentos via Pix do ex-procurador e atual candidato a deputado Deltan Dallagnol“, diz Podval.

Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.