Covid-19: ‘Preparem-se para muitas mortes na próxima semana’, diz Trump aos EUA

05/04/2020 1 Por Redação Urbs Magna

Neste sábado (4) o presidente Donald Trump disse aos americanos que se “preparem para um grande aumento nas mortes por coronavírus nos próximos dias“. O mandatário americano disse que serão “as duas semanas mais difíceis da pandemia“.

Donald Trump, presidente dos Estados Unidos – Reuters

Estamos chegando a um momento que será muito horrendo. Provavelmente nunca vimos nada parecido com esse tipo de número. Talvez durante a guerra, durante a Primeira Guerra Mundial ou a Segunda Guerra Mundial ou algo assim“, declarou Trump sobre a pandemia nos Estados Unidos, onde ocorre uma grave crise na saúde por conta da pandemia de coronavírus que se alastra pelo país.

De acordo com a Agência de Notícias Reuters, Trump rebateu as críticas de que seu governo não fez o suficiente para conseguir os ventiladores que muitos pacientes precisam para sobreviver: “O medo de escassez levou a pedidos inflacionados“, disse sobre pedidos de governadores que ele considera que foram excessivos.

Os Estados Unidos têm o maior número de casos de sars-cov-2 em todo o mundo, de acordo com relatório do site worldometers.info. E a previsão é que entre 100.000 e 240.000 americanos morrerão na pandemia, mesmo com as recomendações para ficar em casa.

Country,
Other
Total
Cases
New
Cases
Total
Deaths
New
Deaths
World1,202,435+99264,729+41
USA311,635+2788,454+2

➤ Leia também:

Quase todos os americanos estão sob ordens das autoridades estaduais e locais de ficar em casa, exceto em passeios essenciais, como compras de supermercado ou consultar um médico: “As pessoas estão começando a entender que a melhor maneira de diminuir a propagação e realmente evitar a morte é por esse padrão de ficar em casa, saindo apenas para serviços essenciais“, disse o governador do Texas, Greg Abbott.

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.