Categoria: EDUCAÇÃO

Ricardo Vélez Rodriguez, novo Ministro bolsonarista da Educação, é um boçal e um completo imbecil.

Por Redação Urbs Magna

Vélez é um completo desconhecido no meio educacional. Tem algumas obras publicadas com pouca repercussão e escreve de maneira confusa, chata e pedante, mas deixa muito clara a sua afinidade com projetos “relevantes” como o Escola sem Partido.

Muita censura, na sessão vergonhosa para análise da Lei da Mordaça (ou Escola Sem Partido) pela comissão presidida pelo fascista Marcos Rogério (DEM-RO)

Por Redação Urbs Magna

Censura e arbitrariedades marcaram a reunião desta quinta-feira (22) da comissão especial que analisa o projeto conhecido como Escola Sem Partido (PL 7180/14). Em mais de cinco horas de bate-boca entre parlamentares apoiadores e contrários à matéria, o presidente do colegiado, Marcos Rogério (DEM-RO), atropelou regimento e deputados de Oposição para dar andamento ao texto.

MBL lança movimento estudantil para substituir UNE e mais de 3 mil estudantes se cadastram

Por Redação Urbs Magna

O MBL (Movimento Brasil Livre) vai lançar seu braço no movimento estudantil. Os organizadores dizem, no entanto, que não irão participar das eleições de entidades como a UNE (União Nacional dos Estudantes) e a Ubes (União Brasileira dos Estudantes Secundaristas).

Extinção do Mais Médicos é o epílogo do entreguismo iniciado no Golpe 2016 e terá seu Grand Finale na Saúde e na Educação

Por Redação Urbs Magna

O programa ‘Menos Médicos‘ de Jair Bolsonaro (PSL), que consiste em mandar embora os médicos cubanos, tem por trás uma lógica calculada, perversa e ideologicamente comprometida com o deus mercado. O Coiso pretende transferir essas duas áreas essenciais a particulares. “Defendendo voucher educação e voucher saúde para os que ficarem para trás, os que tem problemas, que não tiveram oportunidades”, explicou nesta quarta (14) Bolsonaro durante reunião com os governadores eleitos.

Votou em Bolsonaro e teve que escrever sobre Fake News. Castigo? É o tema da redação do ENEM e estou louco pra ler

Por Redação Urbs Magna

O texto deve ser dissertativo-argumentativo, com até 30 linhas, e ser desenvolvido a partir da situação-problema e de subsídios oferecidos pelos textos motivadores. O texto dissertativo-argumentativo precisa ser opinativo e organizado para a defesa de um ponto de vista. A opinião do autor deve estar fundamentada com explicações e argumentos.