Carlos Bolsonaro teria dado sumiço em computador ao virar alvo da CPI das Fake News

29/11/2019 3 Por Redação Urbs Magna

Licenciado do cargo de vereador e longe das redes sociais, o filho 02 de Jair Bolsonaro foi visto pela última vez em meados do dia 15 de novembro em uma livraria na Barra, bairro onde mora no Rio de Janeiro


Coluna Radar, da revista Veja, informa nesta sexta-feira (29) que a polícia desconfia que o vereador licenciado Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) teria dado sumiço em um computador após virar alvo da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News.

Telegram: Acesse e SIGA NOSSO CANAL

Da Revista Fórum – Carluxo apagou todos os seus perfis na rede e desapareceu dos holofotes no último mês.

O filho 02 de Jair Bolsonaro foi visto pela última vez em meados do dia 15 de novembro em uma livraria na Barra, bairro onde mora no Rio de Janeiro.




Na ocasião, ele teria ficado incomodado e acionou um funcionário da loja ao ver um grupo debatendo sobre Lenin, Trótski e Marx.

O funcionário explicou que não era aula de comunismo, mas uma etapa de um ciclo de estudos sobre as grandes revoluções da história.

Insatisfeito, o filho do presidente Jair Bolsonaro circulou, contou o número de presentes, e dirigiu-se ao segurança da livraria, achando que teria mais empatia.

Perguntou a ele mais uma vez sobre a aula de comunismo. O segurança, educado, respondeu: “Não se trata de aula de comunismo, senhor, mas de um debate sobre revoluções”.

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.