Bolsonaro transformou o Brasil em nação de patifes, diz Verissimo

20/02/2020 19 Por Redação Urbs Magna

“O apatifamento de uma nação começa pela degradação do discurso público e pela baixaria como linguagem corriqueira, adotadas nos mais altos níveis de uma sociedade embrutecida”, escreve Luis Fernando Verissimo no Estadão desta quinta-feira (20).

Fotomontagem Et Urbs Magna

Segundo o autor, a “patifaria contagia (…) e não tem nem perspectiva de cura”. Veríssimo também diz que Bolsonaro queria “montar o seu próprio regime militar” quando encheu o Planalto de generais.

“Apatifam-nos”, diz Luis Fernando Veríssimo. É grave a acusação por parte do escritor, segundo o qual estamos sendo apatifados a exemplo das milícias armadas que “impõem sua lei do mais forte e mais assassinos com licença tácita para matar”

A conclusão, à observação desta curta composição de Luiz Fernando Veríssimo, é muito óbvia: Não dá mais pra esconder aquilo em que se transformou o Brasil. E ainda, serve de alerta para os incautos eleitores de Bolsonaro sobre as milícias que se espalham pelo país.

Parte daqueles que rangem os dentes ao defender seu mito ainda não entendeu a gravidade do que está por vir. Os recados estão vindo de todos as esferas da sociedade.

Leia no Estadão:

WhatsApp
Receba nossas NOTÍCIAS.
Acesse e siga as INSTRUÇÕES
Telegram
Receba nossas NOTÍCIAS.
Acesse e siga NOSSO CANAL


Acompanhe as publicações do
ET URBS MAGNA no FACEBOOK
(CURTA AQUI)

Utilize o espaço que reservamos para você fazer comentários. Role a página para baixo e fale sobre este assunto.
Os comentários não representam a opinião do ET URBS MAGNA. A responsabilidade é do autor da mensagem.
Anúncios