Bolsonaro “sabe que seu destino será a prisão por crimes contra a humanidade”, diz Ivan Valente

08/05/2021 0 Por Redação Urbs Magna
Foto: Sérgio Lima/Poder360

De acordo com o deputado, “as bravatas” do presidente “contra a China não passam de cortina de fumaça transformada em grito de angústia”

O deputado federal Ivan Valente (Psol-SP) afirmou que o presidente Jair Bolsonaro “sabe que seu destino será a prisão por crimes contra a humanidade” e que “as bravatas” do presidente “contra a China não passam de cortina de fumaça transformada em grito de angústia“.

Valente também comentou que “ao comprometer a importação do IFA [Insumo Farmacêutico Ativo], Bozo agrava seu crime”.

O Instituto Butantan atribuiu o atraso da importação de IFA da China às declarações de Bolsonaro após o ele insinuar que o país asiático poderia ter fabricado o novo coronavírus em laboratório. Um dia depois, o diretor do Butantan disse que a “falta de alinhamento” do governo federal é causa das reduções nas previsões de importação da matéria-prima.

Diante dos fatos, uma tropa de choque se mobiliza para tentar evitar represálias ao país da parte do gigante asiático, principal parceiro comercial do Brasil e um dos fornecedores do IFA para a produção de vacinas contra a covid-19, afirmou o Correio Brazilense.

Os ministros da Saúde, Marcelo Queiroga; das Relações Exteriores, Carlos França; e da Economia, Paulo Guedes, se reuniram com o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, e, encontro que foi visto como uma tentativa de apagar o incêndio que o presidente provocou, após seu filho, Eduardo Bolsonaro, e até o ministro Paulo Guedes também dispararem críticas ao país asiático.

A videoconferência foi marcada pela apreensão e durou mais do que o previsto e do Legislativo também surgiu esforço para aparar arestas com o governo chinês. Alguns estados também correram para tentar atenuar os danos.


Siga no Telegram

Comente