Bolsonaro é recebido sob protestos em Alagoas, onde reinaugura obra já inaugurada por Renan Filho

Visita é interpretada como uma afronta à atuação de Renan Calheiros, relator da CPI da Covid, que desejou a prisão de Wajngarten nesta quarta-feira (12) – Movimentos populares bloquearam as proximidades do aeroporto

Imagem reprodução | Jornal de Alagoas

Bolsonaro é recebido em Maceió, nesta quinta-feira (13), sob protestos. Manifestação bloqueou proximidades do aeroporto com pneus, que foram queimados. Ativistas com cartazes e bandeiras gritavam para impedir a passagem nas duas vias. A PM foi acionada e, com a chegada do Bope, a saída foi liberada. A entrada, no entanto, seguiu bloqueada e a polícia reprimiu os membros da União Popular, Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, Movimento de Luta nos Bairros e Frente Nacional de Lutas.

Renan Filho (MDB), governador de Alagoas, ao centro, inaugura viaduto da PRF, aberto ao trânsito em 23 de dezembro de 2020Imagem: Governo de Alagoas/Divulgação

A visita de Bolsonaro é interpretada como afronta a Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da Covid, por ter sido decidida após o depoimento de Fabio Wajngarten, ex-secretário de Comunicação, nesta quarta-feira (12), quando o presidente da Comissão, Omar Aziz (PSD-AM), intercedeu contra pedido de prisão em flagrante do depoente.

Alagoas é governado pelo filho de Renan Calheiros (MDB-AL), Renan Filho (MDB), que não vai participar da visita do presidente. Bolsonaro inaugurará um viaduto que já foi inaugurado por Renan Filho, em dezembro de 2020.

Uma publicação paralela diz que o presidente foi aclamado na terra de Calheiros:


Siga no Telegram

Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.