“Bolsonaro e Pazuello confundem e aumentam desespero das famílias”, diz Jaques Wagner

16/01/2021 0 Por Redação Urbs Magna

“Enquanto governos em outros países orientam a população, aqui o presidente e o ministro da saúde fazem debate político. Precisamos respeitar o médico, o sanitarista, o laboratório e deixar a ciência comandar essa batalha” | O Senador do PT-BA disse que o desejo pelo impeachment do presidente é natural das “vozes insatisfeitas”

Após o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, declarar que o impeachment de Bolsonaro será “inevitável”, o Senador Jaques Wagner (PT-BA) afirmou que é natural que vozes estejam insatisfeitas com a condução da pandemia pelo Planalto.

“Com este desatino do governo federal que coloca o Brasil no fim da fila do processo de vacinação, é natural que vozes insatisfeitas aumentem e que peçam o impeachment. As pessoas estão cansadas de ver tanta irresponsabilidade e tanta incapacidade”.

“Estamos atravessando um dos momentos mais difíceis da história, com mais de 200 mil mortes no Brasil e mais de 2 milhões no mundo. A cidade de Manaus vivendo esse desespero e o presidente brincando de ser médico”, deslegitimando a vacina e receitando remédio sem eficácia”.

Enquanto governos em outros países orientam a população, aqui o presidente e o ministro da saúde confundem as pessoas fazendo debate político onde a ciência tem que mandar. Precisamos respeitar o médico, o sanitarista, o laboratório e deixar a ciência comandar essa batalha”.

“Não sou um torcedor do impeachment, pois acho que uma democracia precisa de estabilidade e tranquilidade. Mas é natural que este movimento cresça diante de um governo que não responde os anseios da sociedade, agravando o cenário da pandemia e aumentando o desespero das famílias”.

Jaques Wagner foi governador da Bahia de 2007 a 2014 e Ministro-chefe da Casa Civil de 2015 a 2016, durante o Governo Dilma. Nas eleições de 2018, foi eleito senador pela Bahia.

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.