Bolsonaro é o melhor exemplo da comparação à uma tartaruga no poste: “como foi parar lá?”

03/04/2020 0 Por Redação Urbs Magna

Recebi ainda há pouco, talvez muitos já conheçam porque não é tão recente assim, mas acho que a maioria não. Este mini texto evidencia a sabedoria popular. Bolsonaro está no lugar errado e isso é gritante ao ponto de dar surrealismo à atmosfera brasileira. Repasso com carinho aos nossos estimados leitores.

Enquanto suturava um ferimento na mão de um velho gari, o médico do Mais Médicos e o paciente começaram a conversar sobre o país, o governo, e fatalmente sobre Bolsonaro. O velhinho disse:

Bom, o senhor sabe, o BOLSONARO é como uma tartaruga em cima do poste…

Sem saber o que o gari quis dizer, o médico perguntou:

O que significa uma tartaruga num poste?

Calmamente, o gari explicou:

Quando o senhor vai indo por uma estradinha, vê um poste, e lá em cima tem uma tartaruga tentando se equilibrar. Isso é uma tartaruga num poste”.

Diante da cara de interrogação do médico, o velho acrescentou:

A gente não entende como ela chegou lá; não acredita que ela esteja lá; sabe que ela não subiu lá sozinha; sabe que ela não deveria nem poderia estar lá; sabe que ela não vai fazer absolutamente nada enquanto estiver lá; não entende porque a colocaram lá. Então, tudo o que temos a fazer é ajudá-la a descer de lá. E providenciar para que nunca mais suba lá, pois lá em cima, definitivamente, não é o lugar dela”.

Autor desconhecido (mas de inteligência ímpar)

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é ET-URBS-MAGNA-LARANJA-um2-1024x1024.png
Telegram Receba nossas Newslleters gratuitamente. Acesse e siga NOSSO CANAL
Não tem o aplicativo? ACESSE AQUI e Saiba por que o TELEGRAM é 10 vezes melhor que o WHATSAPP
Acompanhe as publicações do ET URBS MAGNA no FACEBOOK (CURTA AQUI)




𝘊𝘰𝘮𝘦𝘯𝘵𝘦 𝘤𝘰𝘮 𝘴𝘦𝘶 𝘍𝘢𝘤𝘦𝘣𝘰𝘰𝘬 𝘰𝘶 𝘶𝘵𝘪𝘭𝘪𝘻𝘦 𝘢 𝘰𝘶𝘵𝘳𝘢 𝘴𝘦çã𝘰 𝘮𝘢𝘯𝘵𝘪𝘥𝘢 𝘢𝘣𝘢𝘪𝘹𝘰. 𝘖𝘴 𝘤𝘰𝘮𝘦𝘯𝘵á𝘳𝘪𝘰𝘴 𝘴ã𝘰 𝘥𝘦 𝘳𝘦𝘴𝘱𝘰𝘯𝘴𝘢𝘣𝘪𝘭𝘪𝘥𝘢𝘥𝘦 𝘥𝘦 𝘲𝘶𝘦𝘮 𝘰𝘴 𝘱𝘶𝘣𝘭𝘪𝘤𝘢 𝘦 𝘱𝘰𝘥𝘦𝘮 𝘯ã𝘰 𝘳𝘦𝘧𝘭𝘦𝘵𝘪𝘳 𝘢 𝘰𝘱𝘪𝘯𝘪ã𝘰 𝘥𝘰 𝘴𝘪𝘵𝘦. 𝘛𝘦𝘹𝘵𝘰𝘴 𝘷𝘶𝘭𝘨𝘢𝘳𝘦𝘴 𝘦 𝘥𝘪𝘴𝘤𝘶𝘳𝘴𝘰𝘴 𝘥𝘦 ó𝘥𝘪𝘰 𝘴ã𝘰 𝘥𝘦𝘴𝘯𝘦𝘤𝘦𝘴𝘴á𝘳𝘪𝘰𝘴 𝘱𝘢𝘳𝘢 𝘢 𝘤𝘰𝘯𝘴𝘵𝘳𝘶çã𝘰 𝘥𝘦 𝘶𝘮𝘢 𝘴𝘰𝘤𝘪𝘦𝘥𝘢𝘥𝘦 𝘤𝘪𝘷𝘪𝘭𝘪𝘻𝘢𝘥𝘢. 𝘕𝘦𝘴𝘵𝘦𝘴 𝘤𝘢𝘴𝘰𝘴, 𝘳𝘦𝘴𝘦𝘳𝘷𝘢𝘮𝘰-𝘯𝘰𝘴 𝘰 𝘥𝘪𝘳𝘦𝘪𝘵𝘰 𝘥𝘦 𝘣𝘢𝘯𝘪𝘳 𝘴𝘦𝘶𝘴 𝘱𝘦𝘳𝘧𝘪𝘴.
Anúncios