Bolsonaro abusa do poder para influenciar o processo eleitoral e fere impessoalidade do cargo, diz Erika Kokay



Em visível manobra para favorecer seu futuro partido Aliança pelo Brasil, Bolsonaro sugeriu, nesta quarta (18), que pode vetar o fundo eleitoral a partidos rivais, como o PT e o PSL: “Vamos supor que seja aprovado. O PT vai ganhar R$ 200 milhões para fazer campanha no ano que vem. Aquele pessoal do PSL lá, que mudou de lado, também vai pegar R$ 200 milhões.”

A deputada federal Erika Kokay (PT-DF) fez duras críticas, em seu perfil no microblog Twitter, sobre as declarações de Jair Bolsonaro. O PT e o PSL são considerados legendas adversárias porque têm as maiores bancadas via eleições de 2018 e, portanto, têm direito a mais recursos do fundo partidário, cuja distribuição é baseada nos votos recebidos (LEIA AQUI).

Segundo a deputada, o veto seria intencional, apenas para prejudicar o PT e seu antigo partido PSL, agindo por vingança e para influenciar o processo eleitoral, haja vista que seu futuro partido, Aliança Pelo Brasil, precisa conseguir brechas no TSE para ter direito, inclusive a tempo de propaganda eleitoral gratuita no rádio e TV (LEIA AQUI).

“Ao dizer que vai vetar fundo eleitoral para atingir PT e PSL, Bolsonaro: fere a impessoalidade do cargo; veta fundo que ele mesmo encaminhou; age por vingança para penalizar adversários políticos; abusa do poder com objetivo de influenciar o processo eleitoral”, disse a parlamentar em sua página no Twitter.

Veja a mensagem de Erika Kokay no Twitter:

Comente

2 comentários em “Bolsonaro abusa do poder para influenciar o processo eleitoral e fere impessoalidade do cargo, diz Erika Kokay”

  1. Magda ferreira santos

    ESTE IMBECIL ESTÁ NA PRESIDÊNCIA POR PURA VINGANÇA DE TER SIDO EXPULSO DAS FORÇAS ARMADAS POR SUA INSANIDADE ESTIMULADO NÃO SÓ SEU ESPÍRITO VINGATIVO COMO O ARRIVISMO DOENTE DE SEUS FILHOS MILICIANOS!!

    1. Ivo Roberto

      Já vi merdas escritas mas este site superou tudo, exaltando um ex-presidente e ex-presidiário, só pode vento ensacado na cabeça.

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.