Bolsa Família, de Lula, continua até 2022. Bolsonaro proíbe o Renda Brasil

15/09/2020 0 Por Redação Urbs Magna
Compartilhe

O presidente também nega que pretendia congelar aposentadorias

O Bolsa Família, implantado no governo do ex-presidente Lula, que unificou e ampliou programas existentes no governo anterior, de Fernando Henrique Cardoso, continuará até o ano de 2022. O presidente Bolsonaro proibiu o Renda Brasil, substituto do benefício que consagrou o governo petista em todo o mundo.

Sobre o ministro da Economia, Bolsonaro desautorizou sua equipe sobre o assunto, além de negar as notícias recentes de que o Ministério estaria estudando congelar aposentadorias e cortar benefícios sociais de idosos e deficientes pobres para financiar o Renda Brasil.

Segundo o UOL, no domingo um dos principais assessores de Guedes, o secretário Especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, disse ao G1 que o governo estuda desvincular benefícios previdenciários, como aposentadorias e pensões, do salário mínimo. – Congelar aposentadorias, cortar auxílio para idosos e pobres com deficiência.

Um devaneio de alguém que está desconectado com a realidade. Como já disse jamais tiraria dinheiro dos pobres para dar aos paupérrimos“, disse presidente.

O governo Bolsonaro tenta transformar o Renda Brasil na marca de sua gestão, mas o Ministério da Economia não encontra recursos para seu financiamento.

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.
Compartilhe