Boicote europeu a produtos originários da ‘boiada brasileira’ tem ajuda de Greta

11/07/2020 2 Por Redação Urbs Magna

UM Internacional – A ambientalista Greta Thunberg não gosta de Bolsonaro. Mas não é só ela. Supermercados, cada vez mais, aderem ao boicote a nossos alimentos. E Thunberg resolveu dar uma grande ajuda.

Especialmente após a divulgação da reunião ministerial, em abril, onde o ministro do ‘Meio Ambiente e Desmatamento’ Ricardo Salles declarou o termo “ir passando a boiada”, que certamente encerrará um capítulo feio da história do Brasil, o mundo inteiro está com os olhos voltados para o nosso país. E isso está afetando seriamente nossas relações comerciais com o planeta.

Greta Thunberg disse que “a união europeia deveria boicotar produtos brasileiros” e jovens, como ela, apoiadores de uma transformação cultural e ideológica na Terra, resolveram atender a seu pedido e pressionam o mercado varejista da Europa e boicotam aqueles que vendem produtos cuja origem lembra Bolsonaro. Até a UE defende a retirada de itens do Brasil das prateleiras.

Há quase dois meses o desmatamento da Amazônia tem influenciado o boicote. Países como a Alemanha, França e no Reino Unido estão entre os principais desafetos da política de Salles.

Uma petição online pedindo que redes de supermercados boicotem produtos brasileiros foi lançada no país onde ocorreu a ascensão do nazismo e pelo menos duas redes de supermercado alemãs, a Aldi Süd e a Rewe, aderiram ao pedido.

Isso já aconteceu antes quando, no ano passado, a Suécia se propôs ao boicote após ataques de Bolsonaro a Greta. Na ocasião, a rede de supermercados Paradiset retitou todos os produtos brasileiros de suas lojas.

Recentemente o Comitê de Assuntos Tributários (“Ways and Means”) da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos se opôs abertamente contra qualquer acordo comercial entre os EUA e o Brasil por culpa da política de Salles/Bolsonaro.

Junte-se a 37.054 outros assinantes

Texto: Pedro Oliveira e Ana FernandesEdição: Ana FernandesInformações: Deutsche Welle e Fridays For Future

Telegram: Acesse e SIGA NOSSO CANAL