‘Assim como eu, LULA também é cristão’, diz Tabata após vídeo de Bolsonaro na maçonaria

Deputada questionou mentiras do presidente: “Gente, sério mesmo. Esse papo de comunismo e Venezuela não cola, né?’ – ASSISTA

A deputada federal Tabata Amaral (PSB-SP) postou, nas redes sociais, um vídeo de apoio a LULA, no qual afirmou que, assim como ela, “também é cristão“. A parlamenar defendeu o ex-presidente e criticou duramente o presidente Jair Bolsonaro (PL), que foi para o segundo turno com o líder das pesquisas.

A fala de Tabata vem após imagens do ocupante do Planalto na maçonaria viralizar na internet, nesta terça-feira (4/10), fazendo com que bolsonaristas entrassem em parafuso por gerar, no Telegram, uma corrente de decepção.

A intenção da deputada foi mostrar que LULA é opção mehor que Bolsonaro, na segunda fase do pleito: “mais do que nunca, o Brasil precisa de moderação e diálogo“, afirmou. “De um lado, Bolsonaro, um presidente insensível que faz chacota da miséria e da falta de ar. Do outro, LULA, que já passou fome e sabe o que é perder uma esposa e um filho em um hospital público“, disse.

“De um lado, Bolsonaro, um homem desequilibrado que destruiu a nossa Educação. Do outro, LULA, que todos sabemos como governou: com moderação na Economia”, afirmou Tabata. “Gente, sério mesmo. Esse papo de comunismo e Venezuela não colam, né? Até o Ratinho falou que a vida dele era melhor no governo LULA“, disse. Assista abaixo e leia mais a seguir:

A Folha de São Paulo reuniu alguns comentários que exemplificam parte da decepção de alguns bolsonaristas em grupos de Telegram, nesta terça-feira (4/10), quando um vídeo de Bolsonaro discursando a maçons voltou a circular na internet. De acordo com a transcrição do jornal, eles disseram:

Bom dia, amigos, eu vi uma notícia que nosso presidente é maçom, estou muito desapontado.
O Bolsonaro é maçom?
A maçonaria criou o comunismo.
Não acredito que fiz campanha por quatro anos para um maçom.
Em perfil de maçom, eu passo longe. Lixo satanista!
Pessoal, o vídeo é verdadeiro, não adianta negarmos. A pergunta que fica agora é: por que o nosso presidente está participando de cerimônias maçom?

Vídeos de um canal do YouTube com títulos ‘Maçonaria Inimiga da Igreja’ também foram disseminados nos grupos, acompanhados de comentários que a associam ao comunismo, diz a Folha, ao se referir às imagens de 2017, que mostram Bolsonaro em cima de um altar dizendo que percorre o Brasil para entender “os grandes problemas que temos que enfrentar“.

Muitos grupos religiosos, como parte dos evangélicos, comparam a maçonaria a uma seita. O Vaticano já afirmou que os princípios maçons são incompatíveis com a doutrina da Igreja Católica. Os termos “maçonaria”, “decepção” e “Bolsonaro satanista” também entraram na lista dos assuntos mais comentados do Twitter, diz o jornal.

Siga Urbs Magna no Google Notícias
Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.