Arrependido (mais um), Cristovam Buarque disse que ‘se não tivéssemos errado Bolsonaro não era presidente’

04/02/2020 2 Por Redação Urbs Magna


Publicado por ET URBS MAGNA


Em entrevista ao “O Globo“, o ex-ministro da Educação no governo Lula e ex-senador Cristovam Buarque (Cidadania) disse:

“Se nós não tivéssemos errado, o presidente não era o Bolsonaro. Uma série de erros de PT, PSDB e outros partidos que se consideram progressistas foram decisivos para a eleição de Jair Bolsonaro como presidente. Que se tenha alguma unidade, senão o Bolsonaro vai continuar. Nós saímos do regime militar e ficamos com dois governos curtos, o do Sarney e o do Collor. E quando chega o primeiro governo do bloco dos democratas progressistas, era a hora de nos unirmos. Temos que reconhecer que erramos e discutir quais os erros. Concomitantemente, qual é a nossa proposta para o Brasil, sem se preocupar com sigla? Qual é a proposta do bloco que pensa que é preciso progredir democraticamente?


Cristovam Buarque

“”

Cristovam Buarque lançou o livro “Por que Falhamos – O Brasil de 1992 a 2018” (Tema Editorial), no qual cita 24 erros que, segundo ele, levaram à eleição de Bolsonaro.

Para Buarque, a esquerda está “nocauteada” e corre o risco de perder ainda mais espaço na corrida eleitoral deste ano de 2020.

com informações do UOL.

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.