Apoio ao PT cresce e reafirma força do partido contra bolsonarismo

14/12/2019 2 Por Redação Urbs Magna
Apoio ao PT cresce e reafirma força do partido contra bolsonarismo

Enquanto pró-petistas saltam de 28% a 39% entre abril e dezembro, seis em cada 10 brasileiros acham que Brasil está no caminho errado com Jair Bolsonaro


Da Agência PT – A nova pesquisa Vox Populi, divulgada nesta sexta-feira (13), materializa em números boa parte do que foi o ano de 2019 no que diz respeito à política nacional. 


WHATSAPP

TELEGRAM
Receba nossas NOTÍCIAS.
Acesse e siga as INSTRUÇÕES
Receba nossas NOTÍCIAS.
Acesse e siga NOSSO CANAL


Acompanhe as publicações do ET URBS MAGNA no FACEBOOK (CURTA AQUI)

Com cenário tão alarmante, com retiradas de direitos e crescimento pífio da economia, não chega a causar espanto o fato de dois pontos específicos do levantamento caminharem em sentidos opostos: o aumento do apoio popular ao PT e a avaliação negativa ao desgoverno de Jair Bolsonaro (sem partido).

O crescimento no número de apoiadores petistas confirma uma tendência que se alastra desde o golpe de 2016: quanto mais atacam o PT, mais pessoas parecem estar dispostas a defendê-lo.

Basta notar o crescimento na popularidade do partido entre abril e dezembro deste ano: de 28% a 39%.  




O chamado antipetismo, falácia capitaneada com o uso criminoso de fake news e com uma “ajuda” da imprensa que há anos criminaliza o PT, também é desmentida pelos números (apenas 21% se encaixam neste quesito).  

Em contrapartida, o número de brasileiros que estão insatisfeitos com a atual gestão só aumentou durante o mesmo período: hoje, 60% da população – ou seis em cada 10 pessoas – acreditam que o governo Bolsonaro está no caminho errado. 

A porcentagem é a mesma dos que consideram que o padrão de vida tem caído nos últimos anos. Isso explica porque somente 2 em cada 10 brasileiros avaliam como positivo o desempenho do descontrolado presidente em seu primeiro ano de mandato.  

As expectativas da população estão tão baixas diante da total falta de projeto para o país que 65% temem perder o emprego.

A situação fica ainda mais grave quando se trata dos jovens do país: para 68% desta faixa etária da população está cada vez mais difícil conseguir um bom emprego e um bom salário.

Utilize o espaço que reservamos para você fazer comentários. Role a página para baixo e fale sobre este assunto.
Os comentários não representam a opinião do ET URBS MAGNA. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Anúncios